97% dos alojamentos turísticos estiveram encerrados ou sem movimento de hóspedes na Madeira em abril

Em abril o turismo da Madeira teve sete mil dormidas, e proveitos totais de 91 mil euros.

O turismo na Madeira esteve praticamente em inatividade em abril, com cerca de 97% dos alojamentos turísticos encerrados ou sem movimento de hóspedes, devido à pandemia do coronavírus covid-19, de acordo com os dados da Direção Regional de Estatística (DREM).

O turismo no espaço rural teve 100% de encerramento ou com ausência de movimento, enquanto que a hotelaria e o alojamento local ficaram pelos 97% e 96%.

As quebras nas dormidas, em abril, ficaram em sete mil, o que representa uma quebra de 99%, em comparação com abril do ano passado. Os proveitos totais ficaram pelos 91 mil euros e os de aposento pelos 89 mil euros.

O alojamento local concentrou 84% das dormidas e a hotelaria 16%.

A estada média em abril ficou pelas 20,51 noites, enquanto que o proveito obtido por quarto disponível fixou-se em 4,53 euros.

Recomendadas

38% das empresas da Madeira reportam redução superior a 50% no volume de negócios

37% das empresas reportou ter existido um aumento no volume de negócios, quando se compara a 1.ª quinzena de junho com a 2.ª quinzena de maio.

Pandemia mostrou que a Madeira precisa de autonomia mais ampla, diz presidente do Governo Regional

O presidente do executivo madeirense disse ficou evidente aos olhos de todos, sobretudo no início desta crise pandémica, “quão necessário é assegurar para a nossa região uma autonomia mais ampla, que proporcione maiores poderes de decisão aos nossos órgãos de governo próprio”.

Madeira: inscrições no centro de emprego crescem 6%

As ofertas de emprego desceram 71% em termos homólogos, enquanto que as inserções no mercado de trabalho do longo de maio caíram 45%.
Comentários