Abaixo-assinado e carta a Marcelo contra a extinção da Escola do Curral das Freiras

280 subscritores juntaram-se num abaixo-assinado para contestar a medida proposta pela tutela de Jorge Carvalho que visa a fusão de duas escolas de concelhos distintos: Funchal e Câmara de Lobos.

A proposta da Secretaria Regional de Educação (SRE) que estipula a fusão e integração de 253 alunos da Escola Básica do 1º, 2º e 3º ciclos com pré-escolar do Curral das Freiras –  uma freguesia isolada no interior do concelho de Câmara de Lobos – na Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Santo António, no concelho do Funchal, continua debaixo de fogo. Desta vez, cerca de 280 subscritores juntaram-se num abaixo-assinado contra a medida da tutela de Jorge Carvalho.

Para além de um abaixo assinado, a comunidade educativa já enviou cartas ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao líder do Governo Regional, Miguel Albuquerque, e a todos os grupos parlamentares com assento na Assembleia Legislativa da Madeira (ALRAM).

Em causa está também o afastamento do diretor Joaquim Sousa. É que o novo figurino acarreta a eliminação do órgão executivo do estabelecimento de ensino câmara-lobense mas não é bem-aceite pela comunidade educativa até porque o estabelecimento de Ensino do Curral das Freiras surpreendeu ao ser um dos melhores do país nos exames do 9º ano em 2015, tendo obtido desde então várias distinções de qualidade.

A agravar a polémica em torno desta decisão que visa fundir duas escolas de dois concelhos distintos, Funchal e Câmara de Lobos, está ainda um processo disciplinar movido pela SRE contra o diretor Joaquim Sousa por alegadas falhas no preenchimento de formulários de requisição de docentes, questões relativas à gestão escolar e à promoção do abandono escolar.

“Nós pais acreditamos que isto tem a ver com questões políticas. Esta semana, a minha esposa participou numa reunião com a vice-presidente da Câmara de Câmara de Lobos e entregou um abaixo-assinado com 275 assinaturas, mas ninguém parece disposto a nos ajudar”, afirma Paulo Vieira, pai de um dos estudantes visados pela extinção da Escola do Curral.

Pais associam extinção “a divergências de razão política” com o atual diretor Joaquim Sousa
O câmara-lobense lembra que o atual  diretor Joaquim Sousa venceu democraticamente as eleições para a direcção da escola e entende que a decisão da SRE esbarra com o princípio da autonomia escolar. Estes são, aliais, dois dos argumentos expressos na cartas enviada a Marcelo.

“Pode o Governo extinguir a autonomia de uma escola por razões de divergências com a direção desse estabelecimento”, questionam os subscritores das missivas que mereceram confirmação de receção por parte dos grupos parlamentares do PSD, BE e PTP.

O documento destaca o reconhecimento da escola por várias entidades e dá como exemplo a distinção do projeto em 2016 pela “excelência” e inovação pedagógica.

Rosa Vieira é um dos elementos da comunidade educativa que tem promovido várias iniciativas contra a extinção da escola do Curral das Freiras. “Esta escola tem-se destacado ao nível nacional pelos métodos pedagógicos, contribui para a melhoria da aprendizagem e não aceitamos a sua extinção. Esta não é uma decisão administrativa, é uma decisão política e injusta”, declara Rosa Vieira que é membro da comunidade educativa.

Recorde-se que também o Sindicato dos Professores da Madeira já criticou publicamente esta proposta  justificada pela tutela de Jorge Carvalho com questões demográficas e decorrentes da quebra na natalidade.

Ler mais
Recomendadas

Madeira está mais aberta à internacionalização mas ainda existem constrangimentos

O frete, a morosidade, e o valor acrescentado, foram alguns dos desafios identificados durante o debate sobre negócio internacional e fundos comunitários inserido na iniciativa Box Santander, que decorre na Praça do Município.

Pousada do Pestana em Câmara de Lobos é inaugurada hoje

Este empreendimento envolveu um investimento de quatro milhões de euros e a criação de 40 postos de trabalho.

Conservar alimentos no congelador: Dicas para bem comprar e congelar

Não se esqueça que para congelar alimentos o equipamento terá de apresentar quatro estrelas. Os congeladores de três servem apenas para conservar os produtos comprados já congelados.
Comentários