Acordo na Alemanha para apoios económicos anima praças europeias. Papeleiras mantêm PSI-20 no vermelho

Nas praças do velho continente, os índices alemão, europeu e francês registam os maiores ganhos depois do partido de Angela Merkel e a coligação terem acordado estender os subsídios de preservação de emprego até ao final de 2021. Por cá, o PSI-20 perde 0,08% para 4.378,06 pontos.

Paulo Whitaker/Reuters

O principal índice bolsista mantém a manhã desta quarta-feira a negociar em terreno negativo, contrariando a tendência das congéneres europeias. Assim, o PSI-20 perde 0,08% para 4.378,06 pontos à boleia das quedas da Ibersol, Navigator, Semapa e Altri.

O grupo de restauração português desvaloriza 1,41% para 5,60 euros. Os principais ativos do setor papeleiro registam as maiores perdas da manhã; a Semapa derrapa 1,15% para 7,71 euros, seguindo-lhe a The Navigator Company que cai 0,98% para 2,23 euros e por fim a Altri que perde 0,75% para 4,23 euros.

As construtoras, retalhistas e energéticas contrariam a tendência registando ganhos na ordem dos 0,35%. A Mota-Engil sobe 0,56% para 1,426 euros, enquanto que a Jerónimo Martins e Sonae ganham 0,39% e 0,25% para 14,02 e 0,6035 cêntimos, respetivamente. Por sua vez, a Galp e REN sobem 0,30% e 0,20% para 9,21 e 2,470 euros, pela mesma ordem.

O acordo entre o partido da chanceler alemã e a coligação para estender os subsídios de preservação de emprego até ao final de 2021“, animaram as praças europeias, segundo a análise de Ramiro Loureiro, analista do BCP investment banking.

O índice alemão DAX sobe 0,45% para 13.120,30 pontos, seguindo-lhe o EuroStx50 que sobe 0,10% para 3.002,00 pontos. Depois, surge a bolsa francesa (CAC40) que valoriza 0,17% para 5.016,35 pontos.

A espanhola IBEX e a inglesa Ftse100 são as únicas que prosseguem a manhã a negociar em terreno negativo, perdendo 0,12% para 7.101,00 pontos e 0,29% para 6.019,61 pontos, respetivamente.

 

Ler mais

Recomendadas

Wall Street fecha misto, alavancado pelas tecnológicas

Os principais índices bolsistas dos Estados Unidos encerraram no vermelho – com a exceção do tecnológico Nasdaq, que fechou a ganhar mas apenas ligeiramente. O dia ficou marcado pela divulgação dos resultados de várias empresas

BCP, Altri e Galp recuam e põem PSI-20 em rota descendente em linha com a Europa

A banca puxou o IBEX para as maiores perdas da Europa à custa dos resultados do Santander. O BCP não escapou e fechou em queda significativa no dia em que os lucros da unidade polaca caem 75%. A Galp e a Altri lideraram as perdas num índice com 13 ações em queda.

Wall Street abre mista com Nasdaq em alta

Destaque para as reações positivas às contas da Harley-Davidson, Nxp Semiconductors, AMD, Merck & Co e JetBlue. A Xilinx também segue animada. No plano macroeconómico foi revelado que as encomendas de Bens Duradouros nos EUA apresentaram um bom registo em setembro.
Comentários