Açores apresentam projeto para apoiar inovação na oferta turística

O projeto CREATOUR AZORES, que visa apoiar organizações e empresas turísticas e culturais com sede nos Açores para diversificarem e inovarem a sua oferta turística, é apresentado na terça-feira em Ponta Delgada, anunciou hoje o Governo açoriano.

Segundo a Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, na sessão de apresentação estarão “os projetos-piloto parceiros selecionados” no âmbito do CREATOUR AZORES para desenvolverem atividades de “turismo criativo”.

Numa nota enviada às redações, o Governo açoriano explica que se trata de “um projeto de investigação aplicada sobre turismo criativo”, cujo principal objetivo é “apoiar organizações e empresas turísticas e culturais, com sede na Região, a diversificarem e inovarem a sua oferta turística”.

O projeto apresenta “sinergias com outras regiões de Portugal continental, onde este modelo de turismo criativo foi implementado através do projeto CREATOUR”, lê-se na mesma nota.

De acordo com a Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, o CREATOUR AZORES pretende também, através da abordagem do turismo criativo, promover “a sustentabilidade cultural potenciando atividades artísticas e criativas que desempenhem um papel determinante no desenvolvimento socioeconómico”.

“Através destas experiências, os turistas terão oportunidades de participar ativamente em atividades criativas, proporcionando oportunidades de aprendizagem, autoexpressão criativa e interação com as comunidades locais”, especifica.

O projeto pretende ainda “reforçar o conhecimento sobre os segmentos de mercado de turismo criativo específicos que a Região pode atrair”.

O CREATOUR AZORES (com informações disponíveis no site http://creatour.pt/azores) é coordenado pelo Observatório do Turismo dos Açores e desenvolvido em parceria com a Universidade dos Açores/Fundação Gaspar Frutuoso e com o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES), sendo financiado pelo FEDER, através do Programa Operacional Açores 2020, e por fundos regionais, através da Direção Regional para a Ciência e Tecnologia.

Ler mais
Recomendadas

Covid-19: ‘Chef’ Vítor Sobral vai “acender uma velinha a Nossa Senhora de Fátima” para pagar salários

O Grupo Quina emprega cerca de 120 funcionários. Dois restaurantes foram encerrados, outros dois estão a funcionar em regime de ‘take away’, assim como as padarias. Vítor Sobral garante salários neste mês de março, mas não sabe como será no mês de abril.

Novo Banco vende “Rei dos Cogumelos” em plena crise

O Novo Banco, maior credor do grupo Sousacamp, com 49% dos créditos, acordou a venda do maior produtor ibérico de cogumelos ao Core Capital.

Covid-19: Kaeser garante assistência a equipamentos de ar comprimido de hospitais e da indústria

Além de cerca de três mil empresas do setor industrial, em Portugal a Kaeser trabalha com hospitais como o Grupo Trofa Saúde, Hospital Santo António, Hospital de Braga, Hospital de Santa Maria, Hospital de Gaia, Hospitais de Coimbra, Hospitais Lusíadas e Fundação Champalimaud.
Comentários