ADSE: Fundação Champalimaud admite absorver alguns doentes com cancro

A presidente da Fundação Champalimaud, Leonor Beleza, descreveu como sereno e “perfeitamente normal” o relacionamento que a instituição mantém com a ADSE, sem registo de problemas.

A Fundação Champalimaud admite conseguir absorver alguns beneficiários da ADSE provenientes de hospitais que suspendam as suas convenções e garante que o relacionamento com o subsistema se mantém de forma tranquila.

Em declarações à agência Lusa, a presidente da Fundação Champalimaud, Leonor Beleza, descreveu como sereno e “perfeitamente normal” o relacionamento que a instituição mantém com a ADSE, sem registo de problemas.

“A convenção [com a ADSE] está a funcionar em termos normais. O que precisamos de discutir com a ADSE discutimos tranquilamente. Não temos intenção de provocar qualquer tipo de alteração”, afirmou Leonor Beleza em declarações à Lusa numa altura em que três grandes grupos privados ameaçam suspender a convenção com o subsistema de saúde dos funcionários públicos.

A Fundação recebeu no ano passado cerca de oito mil doentes da ADSE, que representam cerca de 20% do total dos doentes tratados na instituição.

A presidente indica que “se for preciso receber mais alguns doentes” a Fundação poderá “certamente fazê-lo”, lembrando que na Champalimaud são seguidos essencialmente casos de cancro.

Por se dirigir sobretudo a doentes oncológicos, Leonor Beleza diz que a Fundação tem “o maior respeito possível pela necessidade de estabilidade” e de continuidade dos tratamentos.

“Temos imenso respeito pela estabilidade e nunca poríamos em insegurança os que escolhem por ser tratados por nós. Somos, como hospital, basicamente um hospital de cancro. Os doentes que tratamos têm características especiais e são situações que implicam tempo relativamente prolongado de tratamento. É preciso respeitar a tranquilidade e estabilidade”, afirmou.

A Fundação Champalimaud, uma fundação privada de interesse público, faz essencialmente investigação científica e médica, mas presta também cuidados de saúde e tem um regime de convenção com a ADSE.

Ler mais
Recomendadas

Confirmado o primeiro caso de infeção pelo coronavírus nos Estados Unidos

Um doente no Estado de Washington foi diagnosticado com o novo vírus detetado na China e que causa pneumonias virais, no primeiro caso confirmado nos Estados Unidos desta doença que já provocou seis mortos na China e graves pneumonias.

Vírus na China deverá ter infetado mais de um milhar de pessoas, estimam investigadores

As autoridades chinesas disseram que o surto de pneumonia viral afetou pelo menos 41 pessoas e que o foco da epidemia está em Wuhan, uma cidade de 11 milhões de pessoas no centro da China.

Câmara de Loures quer esclarecimentos sobre PPP do hospital Beatriz Ângelo

“Assinalamos como positiva esta decisão, mas ela ainda não concretiza o regresso à gestão pública, uma vez que o Governo não clarificou se é essa a sua opção ou se é lançar um concurso para uma nova PPP. Essa questão está por definir. A nossa preferência é por uma gestão pública”, disse o autarca Bernardino Soares.
Comentários