Aeroportos europeus ultrapassam dois mil milhões de passageiros em 2016

O crescimento do tráfego de passageiros no ano passado nos aeroportos da União Europeia cifrou-se em 6,7% face a 2015.

O tráfego de passageiros nos aeroportos europeus superou a barreira de dois mil milhões de passageiros em 2016.

De acordo com os dados disponibilizados como o ACI – Airports Council International Europe, uma associação profissional dos aeroportos europeus, a que o Jornal Económico teve acesso, no ano passado, os aeroportos do Velho Continente protagonizaram um crescimento de 5,1% face a 2015.

Grande parte deste crescimento, adianta o ACI Europe, derivou da subida de 6,7% no tráfego de passageiros verificado no mercado da União Europeia.

Isto, apesar de diversos ataques terroristas na Europa terem provocada uma quebra de passageiros na Bélgica, França e também na Alemanha, embora neste caso numa menor extensão.

Fora da União Europeia, os aeroportos do ACI Europe, principalmente devido à quebra de 6,6% no tráfego de passageiros nos aeroportos turcos, o ano passado ficou marcado por uma recessão de 0,9% em comparação com 2015.

O comportamento verificado no tráfego de passageiros nos aeroportos da Turquia foi contrabalançado por uma mudança da procura pelos aeroportos da Croácia, Chipre, Bulgária, Grécia, Portugal, Roménia e Espanha, avançam os responsáveis do ACI Europe.

“Os aeroportos europeus quebraram a barreira de dois mil milhões de passageiros, um recorde absoluto. Enquanto a geopolítica e o terrorismo, em particular, desempenharam um papel crescente na formatação das sortes e dos azares de muitos aeroportos, a história subjacente é a de um continuado crescimento e expansão – com os volume s de passageiros a crescer mais de 5% pelo terceiro ano consecutivo”, sublinha Olivier Jankovec, diretor geral do ACI Europe.

Este responsável acrescenta que isto “significa que os aeroportos da Europa receberam um número adicional de 300 milhões de passageiros desde 2013, com 80% deste volume – 240 milhões de passageiros – a encaminharem-se para o mercado da União Europeia”.

“Sem surpresas, esta subida está a começar a pressionar os níveis de capacidade, das operações e dos recursos” dos aeroportos europeus,alerta Olivier Jankovec, falando de uma realidade que já se está a passar no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, por exemplo.

Ler mais
Recomendadas

Aeroportos portugueses com quarta maior quebra de passageiros entre 12 países onde Vinci opera

Segundo a empresa, foram transportados perto de 18 milhões de passageiros em 2020, sendo que, “depois de um pico durante o Verão, houve uma penalização no quarto trimestre causada pelas novas restrições impostas em França, Reino Unido e Alemanha, em particular”.

Ferrovial lança empreitada para beneficiação do pavimento na via do Infante

As propostas terão de ser entregues até ao próximo dia 16 de fevereiro.

Bruxelas aprovou financiamento de 60 milhões ao Sistema de Mobilidade do Mondego

Este projeto para operar um ‘metrobus’ a baterias elétricas no antigo ramal ferroviário da Lousã tem investimento elegível total no montante de mais de 89 milhões de euros. Os concursos das últimas empreitadas deverão ser lançados este ano.
Comentários