“Ainda só estamos a 10% do potencial da realidade virtual”

Além dos originais, a Resolution Games tem uma parceria com a Angry Birds, e à boleia do sucesso global deste jogo, o seu projeto de RV está a ter muito sucesso no mercado europeu, contabilizando já mais de 50 níveis especialmente desenhados para a realidade virtual.

Foto: Cristina Bernardo

A realidade virtual (RV) e a realidade aumentada (RA) parecem estar a ganhar cada vez mais importância no “mundo” dos videojogos, mas Tommy Palm, presidente executivo da Resolution Games, admite que poderemos estar a oito anos de distância de perceber o seu verdadeiro potencial. Para já, esta empresa norueguesa, produtora de videojogos, está focada em oferecer experiências aos jogadores com uma mistura de jogos para o telemóvel combinada com a RV e a RA.

O primeiro grande sucesso da empresa surgiu depois de uma ideia que combina a pesca desportiva real com a virtual, ou seja, a Resolution Games desenvolveu um jogo para os amantes da pesca, que consiste em aproveitar o tempo de espera durante a pesca real, recorrendo para isso a uns óculos de RV. Na prática, o jogador enquanto espera que o peixe morda o isco, vai pescando virtualmente. O jogo teve  bastante sucesso nos Estados Unidos e na Europa.

“Comparando com outros tipos de jogos para o telemóvel o numero de jogadores é bastante reduzido, mas tendo em conta que nem todas as pessoas podem ter uns óculos de RV, três milhões de downloads contabilizados é um numero bastante satisfatório” afirma Tommy Palm.

Além dos originais, a Resolution Games tem uma parceria com a Angry Birds, e à boleia do sucesso global deste jogo, o seu projeto de RV está a ter muito sucesso no mercado europeu, contabilizando já mais de 50 níveis especialmente desenhados para a RV.

Um dos aspetos que distingue a Resolution Games das restantes produtoras de jogos, prende-se com o facto de não rentabilizarem os seus jogos através de micro-transações “nós quando lançamos um jogo e estabelecemos um preço não queremos enganar o consumidor, portanto, quando alguém paga por um produto da resolution games receberá sempre o conteúdo no total e não será persuadido a gastar mais dinheiro. Não gosto da tendência das micro transações e não é algo que estejamos a planear para os nossos próximos lançamentos” afirma Tommy Palm.

Em relação a projetos futuros, Tommy Palm não quis desvendar o que aí vem, mas confirmou ao Jornal Económico que está a trabalhar em cinco projetos diferentes de RV e RA para os smartphones.

Ler mais
Recomendadas

Os números que contam nas legislativas do Reino Unido a 12 de dezembro

Esta quinta-feira encerra o prazo de inscrição dos candidatos e pelo menos 79 deputados não se vão recandidatar.

Javier Tebas: “Receitas televisivas? 42% do valor vem de fora de Espanha”

O presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, falou ao Jornal Económico sobre o processo de digitalização ao qual foi sujeita a La Liga. Este dirigente explicou ao JE como a La Liga se tornou um campeonato global com quase metade das receitas televisivas a virem de fora de Espanha.

Partido do Brexit recua para favorecer conservadores nas eleições

Nigel Farage não vai apresentar candidatos às legislativas britânicas de 12 de dezembro em quase metade dos círculos. “O que vamos fazer é concentrar os nossos esforços”, afirma.
Comentários