Airbnb a caminho dos transportes

A revista digital Tech Crunch avança que a empresa contratou Fred Reid, executivo americano que liderou companhias a Virgin América e a Delta Airlines, para desenvolver uma nova unidade de negócio dedicada aos transportes.

Adam Jourdan / Reuters

A plataforma Airbnb está a estudar o lançamento de serviços complementares ao alojamento. Fred Reid integra a Airbnb como diretor global (head of) de Transportes. A publicação avança que o objetivo da nova equipa liderada por Reid é “estabelecer parcerias com outras empresas do setor de turismo e transportes, com a missão de oferecer melhores experiências de viagem a milhões de pessoas ao redor do mundo e criar oportunidades económicas significativas para esses parceiros”.

“Vamos explorar várias ideias e parcerias que possam facilitar o sistema de transporte dos nossos clientes”, acrescentou o co-fundador e CEO da Airbnb, Brian Chesky, em um comunicado. O CEO explicou que não está interessado em criar uma companhia aérea ou outra plataforma online para a venda de passagens de avião, mas reforça que “há um leque tremendo de oportunidades que é possível explorar para melhorar a experiência de transporte para todos”.

Fundada em 2008, a plataforma Airbnb tem estado na mira dos investidores. Desde a sua criação já levantou um total de 4,4 mil milhões de dólares (cerca de €3,8 mil milhões) junto de fundos de capital de risco e investidores como a Sequoia e a Andreessen Horowitz. Brian Chesky não desvenda para já o modelo em que se traduzirá esta aposta da Airbnb, mas parece certo que o gigante do alojamento quer também dar cartas no transporte de turistas e na mobilidade.

Um ano após o lançamento a nível mundial, as Experiências Airbnb garantiram mais de cinco milhões de euros de receitas aos anfitriões, confirmando que os turistas procuram cada vez mais atividades projetadas e lideradas por especialistas locais, propostas como complemento à oferta de alojamento através da plataforma da Airbnb.

Segundo a empresa, trata-se de um dos lançamentos “mais significativos” na sua história, já que representa o início da expansão da Airbnb para além do alojamento local. Desde novembro de 2016 o número de Experiências disponíveis aumentou seis vezes, estando atualmente disponíveis mais de 3.100 experiências em 40 países de todos os continentes, à exceção da Antártida.

Por outro lado, desde o início de 2017 o número de pessoas a reservar estas Experiências disponibilizadas na plataforma da Airbnb cresceu 15 vezes, continuando a crescer de forma constante: outubro foi mesmo o mês que registou o maior volume de reservas desde o lançamento destas atividades.

A cidade de Barcelona continua a ser o mercado de experiências mais popular na Airbnb, seguida por Los Angeles, Paris, Tóquio e São Francisco, mas Lisboa está entre as cidades em que as reservas de Experiências mais têm crescido – é já o 8º mercado com o crescimento mais rápido do número de experiências disponíveis em todo o mundo.

Seattle e Toronto são também cidades com elevado crescimento na reserva destas atividades, enquanto Nova Iorque, onde a Airbnb lançou as Experiências em setembro passado, é já o sexto mercado mais popular na plataforma.

Em 2017, Portugal foi o sexto país europeu mais requisitado na Airbnb no verão deste ano, contabilizando um total de 1,113 milhões de reservas na plataforma de alojamento entre os meses de junho e agosto, avança a empresa em comunicado.

Este valor representa um crescimento de 59% face a igual período de 2016. Da mesma forma, o número de portugueses a utilizar a plataforma para agendar o seu alojamento também cresceu durante o verão, para um total de 173 mil, um crescimento de 73% face ao registado no ano passado. Entre todas as reservas efetuadas, 39 mil foram para alojamento familiar.

Ler mais
Relacionadas

Airbnb entregou 5,5 milhões em taxas turísticas a Lisboa e ao Porto até setembro

Numa nota, a plataforma de alojamento revela que os hóspedes que usaram a Airbnb nas duas maiores cidades de Portugal contribuíram com mais de 5,5 milhões de euros em taxa turística nos primeiros nove meses de 2018.

Facebook partilhou dados de utilizadores com a Netflix e Airbnb

O Facebook terá dado acesso especial a terceiras empresas, entre estas a Netflix e Airbnb, a dados de utilizadores, inclusivamente após ter-se comprometido a limitar o acesso aos mesmos dados, segundo revela um documento publicado pelo Parlamento britânicos onde foram dados a conhecer e-mails internos trocados, inclusivamente de Mark Zuckerberg.

Seis dicas para ter um alojamento local de sucesso

Se tem uma segunda casa, ou um apartamento, situado no centro da sua cidade ou à beira-mar e pretende arrenda-lo em regime de alojamento local, a Defesa do Consumidor tem algumas dicas para si
Recomendadas

Danos reputacionais podem ser resolvidos pelo CIMPAS desde 1 de junho

Resolver litígios nos seguros em três meses é o objetivo do CIMPAS, o centro de arbitragem de seguros. Rute Santos, a diretora geral do organismo afirma que 70% dos conflitos ficam resolvidos. Os danos reputacionais podem ser alvo de reclamação no CIMPAS.

Negócio da nuvem cresce até 50% nas empresas de software

Empresários e gestores ligados às Tecnologias de Informação afirmam que já não há impedimentos à migração para ‘cloud’, tanto orçamentais, como de segurança.

PremiumFlixbus, a “Uber dos autocarros”, já tem 140 mil clientes em Portugal

A empresa só entrou em Portugal em 2017, mas já liga por autocarro mais de 20 cidades nacionais a mais de 50 destinos externos. Pablo Pastega quer a abertura do mercado de ‘Expressos’.
Comentários