Alegado testa-de-ferro de Nicolás Maduro em prisão preventiva em Cabo Verde

O tribunal da ilha cabo-verdiana do Sal decretou a prisão preventiva do empresário Alex Saab Morán, considerado um testa-de-ferro de Nicolás Maduro pelos Estados Unidos, disse hoje à Lusa o procurador-geral da República de Cabo Verde, José Landim.

De acordo com o procurador, a detenção foi concretizada na noite de sexta-feira pela Interpol em conjunto com as autoridades policiais cabo-verdianas, na ilha do Sal, com base num mandado de captura internacional emitido pelos Estados Unidos.

“Tínhamos um prazo de 48 horas para o apresentar ao juiz, para validar a detenção, e foi o que aconteceu ontem, domingo, e no fim o tribunal decretou a prisão preventiva, para aguardar agora o início do processo de extradição”, explicou.

Os Estados Unidos têm agora um prazo de 18 dias para solicitar a extradição de Alex Saab Morán às autoridades de Cabo Verde, precisou José Landim.

Recomendadas

Cabo Verde prevê linhas de crédito para pequenos produtores agropecuários

Agricultura representa 8% do PIB de Cabo Verde. Governo cabo-verdiano fala na necessidade de medidas extraordinárias e urgentes “de modo a evitar interrupções na produção e no abastecimento regular de alimentos à população”.

Histórico complexo salineiro na ilha do Sal vai ser recuperado e ter museu

O ministro da Cultura cabo-verdiano definiu esta quarta-feira o restauro do complexo industrial salineiro de Pedra de Lume, que prevê um museu dedicado à secular atividade, como uma obra “prioritária” do Governo para o pós-pandemia.

Tribunal Constitucional de Cabo Verde permite camisolas e máscaras como propaganda eleitoral

O TC cabo-verdiano anulou a proibição decretada pela Comissão Nacional de Eleições para a campanha para as eleições autárquicas de 25 de outubro.
Comentários