Almeirim acolhe investimento de 50 milhões de euros que vai criar 183 empregos

“O projeto integra-se na estratégia municipal de afirmação do potencial agroalimentar de Almeirim, presente na afirmação de produtos regionais como o melão, o tomate ou os vinhos brancos”, lê-se no comunicado.

O concelho de Almeirim vai acolher um investimento de 50 milhões de euros, que prevê a construção de uma nova unidade de transformação de cenouras pequenas que se destinam à exportação. Além dos 50 milhões de euros, vão ser criados 183 postos de trabalho na região.

“O projeto integra-se na estratégia municipal de afirmação do potencial agroalimentar de Almeirim, presente na afirmação de produtos regionais como o melão, o tomate ou os vinhos brancos, na oferta gastronómica em que pontua a sopa da pedra e num conjunto de atividades associadas ao Mundo Rural”, lê-se no comunicado do concelho.

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e a empresa 52-Fresh assinam no dia 25 de junho, o contrato para a construção desta unidade, que se encontra destacada no âmbito de programas de incentivos fiscais e financiamento. A cerimónia vai contar com a presença do secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias.

A criação desta unidade demorou quatro anos a acontecer, mas embora crie novos postos de trabalho vai também permitir criar novos mercados para a agricultura.

Pedro Miguel Ribeiro, presidente da Câmara Municipal de Almeirim, sublinha que “em 2017 tinha falado de um conjunto de investimentos que não podiam ser divulgados. Dois deles já são públicos: a Sumol+Compal e agora a 52- Fresh. No total, cerca de 80 milhões de investimento e mais de 250 novos postos de trabalho. O caminho faz-se caminhando”.

Recomendadas

Vinhos verdes prometem contra-atacar primeira queda nas exportações desde 2004

“Nós aumentámos todos os anos as exportações, desde 2004 até 2019. Este será o primeiro ano em que, de certeza, interromperemos esse ciclo fantástico de crescimento”, afirmou o presidente da comissão de viticultura.

Empresas querem digitalizar restaurantes e desafiam-nos a aderir às ementas online

Páginas Amarelas, Emenuk ou Zwypit propõem que se minimize o contacto físico entre consumidor e staff com aplicações móveis.

Ministra da Agricultura vai inaugurar mercado digital ‘Prove Viseu Dão Lafões’

O mercado ficará alojado, este ano, na plataforma Dott.pt e é dedicado à comercialização de vinho, queijos, fumeiros, mel, compotas e outros produtos de excelência dos 14 municípios da Comunidade Intermunicipal de Viseu.
Comentários