PremiumAlterações à ‘lei dos independentes’ não afasta eventual criação de partido

Parlamento vai alterar, na especialidade, lei eleitoral. AMAI elogia decisão mas não descarta criar partido para as autárquicas. Anúncio será feito esta sexta-feira.

A seis meses das eleições autárquicas, que deverão realizar-se entre setembro e outubro, a Assembleia da República tem um entendimento para alterar a lei eleitoral. As alterações visam facilitar a apresentação de candidatos independentes, depois dos “obstáculos legais” criados pelo PS e PSD no ano passado. Mas os receios de que a discussão na especialidade e a promulgação da nova lei derrape para perto das eleições e condicione as candidaturas a nível local não afastam a possibilidade de vir a ser criado um “partido de índole municipal”.

Ao Jornal Económico (JE), o líder da Associação Nacional de Movimentos Autárquicos Independentes (AMAI), Aurélio Ferreira, destaca que o timing é uma questão chave neste processo. “Há quatro anos, por esta altura, já estávamos todos no terreno a recolher assinaturas e agora não estamos”, nota. Por isso, insiste em fazer “um grito de alerta” aos partidos e ao Presidente da República para que “decidam e rápido” avançar com as alterações à lei eleitoral. “Cada dia que passa é menos um dia que temos para preparar uma candidatura”, salienta.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumTasca da Esquina em versão sustentável

O chef Vítor Sobral é um dos nomes incontornáveis da nova vaga da gastronomia portuguesa, iniciada há cerca de 20 anos.

PremiumBruno Calvão: “Há um crescente interesse do consumidor nacional pelos ‘cocktails’”

A Pernod Ricard está em fase de mudanças. Em entrevista exclusiva ao Jornal Económico, o recém designado ‘country manager’ para Portugal explica a tendência das novas bebidas alcoólicas ‘light’ e o perfil do consumidor português. A empresa que conta no seu portefólio com marcas como a Jameson, Ballantine’s, Havana Club ou Absolut, encerrou o último ano fiscal com vendas acima de oito mil milhões de euros.

PremiumMaior auditora de capitais nacionais faz 40 anos

A Oliveira, Reis & Associados, maior sociedade de auditoria com capitais exclusivamente portugueses, elege a atração e retenção de talento como o principal desafio para o sector nos próximos anos.
Comentários