PremiumAltice lança venda de rede de fibra ótica em Portugal

Dona da Meo lançou venda de ativos avaliados em entre três e quatro mil milhões, mas quer manter controlo operacional e promete continuar a investir na fibra em Portugal.

A Altice prepara-se para vender  a sua rede de fibra ótica em Portugal, num negócio que, segundo analistas, avalia a infraestrutura em entre três e quatro mil milhões de euros, apurou o Jornal Económico. Outras fontes do mercado indicam que a Altice não deverá estar disposta a vender por menos de cinco mil milhões, dado que existirão avaliações superiores a esse montante. O processo de alienação foi lançado formalmente esta semana, mas a única certeza é que o grupo francês liderado por Patrick Drahi pretende manter o controlo operacional da rede de fibra, que até ao final do próximo ano deverá chegar a 5,3 milhões de lares, disponibilizando serviços de voz fixa, Internet em banda larga e televisão por subscrição.

Ao que o Jornal Económico apurou, o memorando com a informação sobre os ativos que vão estar à venda chegou aos potenciais compradores, fundos de private equity e outros investidores institucionais, através da assessora financeira francesa Lazard, mas no documento não há qualquer referência à percentagem de capital à venda. A empresa dona da Meo pretende concluir a alienação até ao fim do ano e, para o efeito, vai criar uma nova empresa que ficará com a rede de fibra, à semelhança do que sucedeu quando alienou as torres de telecomunicações, no ano passado. Mas, uma vez que a Altice não quer perder o controlo operacional da infraestrutura em fibra óptica, que estará no balanço desta nova entidade, poderá manter a maioria do capital.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Altice mantém estratégia para entrar no mercado de produção de conteúdos

“Isso é público e faz parte da nossa agenda e vamos desenvolver todas as soluções necessárias para responder a esta estratégia, que achamos que é ganhadora. O que nós sabemos hoje é que vamos querer trazer a melhor solução de conteúdo, de entretenimento para os nossos clientes”, disse João Sousa, chief sales officer da Altice para o mercado B2B.

Altice anuncia segunda vaga de investimento de fibra ótica

Após novo investimento, o concelho da Guarda ficará com uma cobertura de fibra ótica de cerca de 70%.
Recomendadas

Oi quer vender posição na Unitel de Isabel dos Santos

A Oi, que se encontra em processo de recuperação económica, prevê alienar a posição de 25% na Unitel, incluindo um processo de arbitragem, no quarto trimestre deste ano.

Governo escreve ‘cartão-missão’ à CGD e pede “gestão de risco adequada”

“Rendibilidade das operações, associada a uma gestão de risco adequada, e por uma rede de serviços financeiros abrangente”. Governo define prioridades do banco público em ‘carta missão’ onde elogia a administração de Paulo Macedo.

Rui Hortelão é o novo diretor de comunicação da KPMG

Enquanto jornalista, Rui Hortelão iniciou a carreira no “Record”, passou pelas redações da “Focus”, do “Correio da Manhã” e do “Diário de Notícias”, onde foi diretor-adjunto. Em 2013, assumiu a direção da revista “Sábado”, cargo que abandonaria em 2017 por alegado exercício de funções incompatíveis com a profissão de jornalista.
Comentários