Altice Portugal soma um milhão de clientes da fibra ótica Meo

Até 2020, a Altice tem prevista a cobertura em fibra ótica de última geração de 5,3 milhões de casas. Com este investimento, Portugal torna-se no primeiro país da Europa com uma cobertura de fibra ótica de 100%.

A Altice Portugal assinalou esta quarta-feira a superação da marca de um milhão de clientes com fibra ótica Meo.

“Este número vem dar provas de que a estratégia que a Altice Portugal tem vindo a seguir é uma aposta ganha. Uma estratégia assente em inovação e investimento, uma estratégia assente em proximidade e em pessoas”, sublinha Alexandre Fonseca, Presidente da Altice Portugal, no comunicado enviado às redações, esta quarta-feira.

Até 2020, a dona da operadora Meo tem prevista a cobertura em fibra ótica de última geração de 5,3 milhões de casas, um investimento transversal que chegará a 27 mil lugares, em 308 concelhos, com mais de 3 milhões de quilómetros de cabo de fibra. Com este investimento, Portugal torna-se no primeiro país da Europa com uma cobertura de fibra ótica de 100%.

A empresa de telecomunicações, que assinala os 10 anos do lançamento do projeto da Altice Portugal de infraestruturação em fibra ótica em Portugal, anunciou também mais um momento de expansão, com a chegada da fibra ótica a Canhestros, em Ferreira do Alentejo.

 

Recomendadas

Exportações de componentes automóveis atingem valor recorde de 5,6 mil milhões de euros

No acumulado da década, entre 2010 e 2019, a AFIA reportou que as vendas de componentes automóveis portugueses para o estrangeiro aumentaram 71%.

Grupo Vila Galé investe 3,5 milhões de euros em lagar no Alentejo

A empresa Casa Santa Vitória, do grupo Vila Galé, inaugurou este sábado um lagar para produzir os seus próprios azeites, no concelho de Beja, que implicou um investimento de 3,5 milhões de euros.

PremiumPortugal é considerado o berço internacional da inovação têxtil e do calçado

A aposta na internacionalização e no aumento das exportações só foi possível depois de mudança de paradigma: a indústria já não compete pelo preço, mas pelo que de surpreendente lança no mercado.
Comentários