PremiumAltice vende gestora dos fundos de pensões dos TLP, TDP e Marconi

Operadora entra em negociações exclusivas com o grupo IIBG, sediado no Bahrein, para vender a Previsão. Fundos de pensões têm 11.200 beneficiários e ativos no valor de 78 milhões. Altice vai continuar obrigada a assegurar financiamento dos fundos.

A Altice está a negociar a venda da sua participação de 82,5% da Previsão, sociedade gestora dos fundos de pensões dos trabalhadores dos TLP, TDP e Marconi, no âmbito da sua estratégia de desinvestimento em áreas non-core, sabe o Jornal Económico. O processo já entrou na fase de propostas vinculativas e a Altice a selecionou o IIBG Holdings – instituição para negociações exclusivas. A operação necessitará de autorização da Autoridade dos Seguros e Fundos de Pensões (ASF) e não terá implicações para os 11.200 beneficiários (dos quais 8.800 são pensionistas) dos fundos geridos pela Previsão.

O grupo IIBG tem sede no Bahrein. Recentemente comprou o Novo Banco Cabo Verde e está na fase final de aquisição do Banco Efisa, detido pela Parvalorem. Com a eventual compra da Previsão, este grupo sediado no Golfo Pérsico passará a operar em Portugal na gestão de fundos de pensões. A venda abrangerá a totalidade de capital da Previsão, uma vez que incluirá a participação minoritária atualmente detida pelo Grupo Patris (15,45%) e pela Allianz (2,5%).

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Altice Portugal estabiliza receitas com 526 milhões de euros no quarto trimestre de 2018

Receitas da dona do Meo estabilizaram no último trimestre de 2018, com níveis de angariação de clientes mais elevados, a par de uma melhoria na taxa de desligamento e de uma subida da receita média por utilizador. EBITDA desce para 199 milhões, devido a investimentos em marketing e na rede.

Analistas prevêem receitas de 522 milhões de euros da Altice Portugal no 4.º trimestre de 2018

Investimento da operadora terá aumentado para 118 milhões de euros, entre outubro e dezembro de 2018. Os analistas que acompanham a dona da Meo não apresentaram estimativas quanto ao resultado líquido. Resultados do quarto trimestre do último ano são conhecidos esta quinta-feira, após o fecho do mercado.
Recomendadas

PremiumBrisa desafia SIBS na A5 com tecnologia inovadora

A Brisa recorreu à tecnologia blockchain desenvolvida pela ‘startup’ Oaken Inovations para facilitar o processamento de transações num projeto piloto da A5, mais rápido que as operações feitas pela SIBS.

PremiumCosta coloca comboio de alta velocidade novamente na agenda

Projeto de alta velocidade ferroviária está a regressar lentamente aos discursos de políticos e especialistas e deve voltar na próxima legislatura.

Danos reputacionais podem ser resolvidos pelo CIMPAS desde 1 de junho

Resolver litígios nos seguros em três meses é o objetivo do CIMPAS, o centro de arbitragem de seguros. Rute Santos, a diretora geral do organismo afirma que 70% dos conflitos ficam resolvidos. Os danos reputacionais podem ser alvo de reclamação no CIMPAS.
Comentários