Altri e Sonae brilham na Bolsa de Lisboa que fecha em alta em linha com Europa

Carla Santos, Senior Broker, da XTB, diz na sua análise que o mercado europeu reagiu em alta com as medidas conciliatórias de Trump face à China.

Kai Pfaffenbach/Reuters

A cotação da Sonae fechou em alta de 4,11% para 0,950 euros e a da Altri valorizou 3,08% para 8,380 euros e foram as duas maiores valorizações do PSI 20, que fechou em alta de 0,51% para 5.355,9 pontos.

Destaque ainda para a Corticeira Amorim e Navigator, que valorizaram 1,6% e 1,45% respetivamente, para 11,46 euros e 4,304 euros.

O BCP viu as ações subirem 1,18% para 0,2483 euros.

Em terreno negativo fecharam as acções da EDP (-0,37% para 3,252 euros); a Pharol (-1,2% para 0,181 euros; a Mota-Engil (-0,46% para 2,155 euros) e Semapa (-0,11% para 17,620 euros.

Segundo Carla Santos da XTB “o petróleo segue a desvalorizar nos últimos dias com a guerra comercial a colocar em causa o comércio mundial. A somar a esta desvalorização, a Galp entrou hoje em ex-dividendo e está a criar um suporte nos 16 euros. Uma queda em baixa deste valor pode abrir espaço as mais vendas”.

Na Europa o índice EuroStoxx 50 ascendeu 0,28% para 3.355,42 pontos. As principais praças europeias fecharam em alta. O principal índice de Paris subiu 0,21%; o alemão DAX subiu 0,39% para 12.144,2 pontos; o FTSE MIB de Milão subiu 0,41% para 21.197,4 pontos, e o IBEX madrileno ganhou 0,34% para 9.437 pontos.

Em Itália a Ferrari viu o novo CEO ajustar em baixa os objetivos para 2022. A empresa antevê um EBITDA ajustado entre 1,8 mil milhões e 2 mil milhões para 2022 (margem de 38%), avança o analista do Millennium BCP Investmente banking que acrescenta que o target anterior era de 2 mil milhões sob o comando de Marchionne. “A atenuar está o programa de recompra de ações de  1,5 mil milhões de euros durante os próximos 4 anos (7% da capitalização bolsista), um maior payout ratio e a promessa de margens mais elevadas. As ações da Ferrari sobem 3,32%.

A excepção foi a praça britânica com o FTSE 100 a cair 0,06% para 7.297,4 pontos.

Em Espanha o Santander valoriza 1,28% com rumores de interesse na corretora inglesa Peel Hunt
A notícia é avançada pela Sky e refere que o banco espanhol estará em conversações preliminares com a casa de research e advise. Mas o CEO da Peel Hunt veio entretanto dizer que a empresa não está à venda.

Em termos de notícias europeias destaque para o facto de a Comissão Euopeia abrir uma investigação formal sobre eventual colusão entre a BMW (+0,16%), a Daimler (+0,65%) e o Grupo VW (a Volkswagen subiu 2,60%) em matéria de tecnologias de emissões limpas. A Comissão abriu uma investigação aprofundada para avaliar se a BMW, a Daimler e a VW (Volkswagen, Audi, Porsche) se concertaram, em violação das regras da UE no domínio anti-trust, para evitar a concorrência no desenvolvimento e implantação de tecnologias para a limpeza das emissões de automóveis de passageiros a gasolina e gasóleo.

Recorde-se que em outubro de 2017, a Comissão realizou inspeções nas instalações da BMW, Daimler, Volkswagen e Audi, na Alemanha, no âmbito dos seus inquéritos iniciais sobre uma eventual colusão entre fabricantes de automóveis sobre o desenvolvimento tecnológico de automóveis de passageiros. A investigação aprofundada da Comissão incide em informações que indicam que a BMW, a Daimler, a Volkswagen, a Audi e a Porsche, também designadas por «círculo de cinco», participaram em reuniões em que debateram, entre outros aspetos, o desenvolvimento e a implantação de tecnologias para limitar as emissões de gases de escape nocivos.

Carla Santos, Senior Broker, da XTB, diz na sua análise que o mercado europeu reagiu em alta com as medidas conciliatórias de Trump face à China. O Presidente dos EUA avançou com “uma nova estratégia de negociação sobre as tarifas de bens chineses, avançando com uma ‘promoção’, bem recebida pelos mercados. Em vez de aplicar 100 porcento dos impostos de 200 000 milhões de dólares de uma só vez, como tem acontecido, vai aplicar só 10%, a entrar em vigor a 24 de Setembro, aumentando esta percentagem até aos 25% até 1 de Janeiro”, diz a analista.

A questão que se coloca é se a China vai retaliar e em que proporção. “Uma retaliação poderá dar azo a que os EUA invertam esta tentativa de parecer ‘o bom da fita’ nesta guerra comercial entre os dois gigantes EUA e China”, diz Carla Santos.

No mercado das divisas o euro/dólar segue a subir 0,08% para 1,1692 dólares.

“A lira estabiliza num padrão triangular depois de o Banco Central da Turquia ter avançado com aumento das taxas de juro. O movimento corretivo não foi muito forte, face à instabilidade que continua a assombrar os mercados emergentes”, refere a XTB.

O preço do petróleo Brent sobe 1,29% para 79,06 dólares, impulsionado pelas últimas notícias que destacam a preferência da Arábia Saudita que o preço da referência europeu permaneça acima do nível de 80 dólares por barril.

Assim, os futuros do petróleo do Mar do Norte subiram  1,29% para 79,06 dólares, enquanto os futuros  do petróleo dos EUA (WTI) avançam numa proporção semelhante, 1,29% para 69,8 dólares por barril.

Na dívida soberana a dívida alemã a 10 anos sobe 2,2 pontos base para uma yield 0,48%; Portugal viu os juros agravarem também 2,3 pontos base para 1,854%. Já Espanha têm as suas obrigações soberanas a 10 anos a subirem 1,7 pontos base para 1,105% e Itália é a estrela do mercado de dívida com o juros a caírem 5,6 pontos base para 2,79%.

 

Ler mais
Recomendadas

Wall Street ganha mais de 2% impulsionado por resultados

Banca, tecnologia e saúde foram os setores que mais puxaram pelos principais índices norte-americanos.

Paul Singer, CEO da norte-americana Elliott Management, compra 2,29% da EDP

A Elliott Management é conhecida por investir em ‘distressed assets’, e o histórico da gestora passa pela aposta na quedas das ações da PT em 2014 e uma longa luta para recuperar o investimento em obrigações Argentinas após o ‘default’ de 2002.

Bolsa portuguesa beneficia do otimismo em Wall Street. NOS, Mota-Engil e CTT disparam

PSI 20 encerrou a sessão desta terça-feira a somar 0,92%, para 5.042,74 pontos.
Comentários