Amazon aposta em novo projeto e vai abrir cabeleireiro em Londres

O salão vai pôr à prova a mais recente tecnologia criada exclusivamente para o setor, apostando em consultas de realidade aumentada para cabelos.

A plataforma de comércio eletrónico Amazon vai apostar em novas formas de negócios e vai abrir um cabeleireiro com dois pisos em Londres, revela a empresa em comunicado. Embora este novo negócio não esteja relacionado com e-commerce, o Amazon Salon pretende ser um espaço onde os clientes podem experimentar “o melhor em cuidados de cabelo e estilo”.

O Amazon Salon vai instalar-se em Brushfield Street, na região de Spitalfields em Londres, tendo dois andares e mais de 139 mil metros quadrados. O salão vai pôr à prova a mais recente tecnologia criada exclusivamente para o setor, apostando em consultas de realidade aumentada para cabelos.

Através da tecnologia, os clientes vão conseguir testar novas cores de cabelo sem terem de se comprometer permanentemente numa cor que não gostam.

De acordo com o comunicado da empresa, os serviços disponibilizados neste salão serão fornecidos por Elena Lavagni, proprietária do Neville Hair & Beauty, um cabeleireiro independente em Londres em funções há 20 anos.

“Projetamos este salão para que os clientes pudessem experimentar algumas das melhores tecnologias, produtos para cabelo e estilistas da indústria”, apontou John Boumphrey, gerente da Amazon no Reino Unido. “Queremos que este local único nos aproxime mais dos clientes e seja um lugar onde possamos colaborar com a indústria e testar novas tecnologias”, esclareceu.

Segundo a empresa, este espaço localiza-se a menos de cinco minutos da sede da Amazon no Reino Unido e pode acolher cinco mil pessoas. Na fase inicial, este espaço irá receber apenas trabalhadores da Amazon, mas o público já pode fazer marcações para ser atendido nas próximas semanas, embora não indique a data de abertura do espaço ou preços.

Ler mais
Recomendadas

De Amorim a Varandas: como o Sporting CP quebrou um jejum de 19 anos. Veja o “Jogo Económico”

Acompanhe o programa “Jogo Económico” na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

Metro do Mondego vai abrir concurso público para aquisição de veículos para o Sistema de Mobilidade do Mondego

O investimento envolvido chega aos 58,6 milhões de euros e procura fornecer uma solução intermodal que se coadune com as necessidades de transporte urbano e suburbano daquela região.

Glintt vê resultado líquido crescer 25,8% com aumento de 5,1% no volume de negócios no 1º trimestre

A tecnológica destaca o aumento da eficiência operacional traduzido numa maior margem EBITDA no primeiro trimestre deste ano, bem como a manutenção da estrutura de capitais que permite uma autonomia financeira de 39,1%.
Comentários