Amazon retira artigos de natal com imagens de Auschwitz após denúncia

Entre os artigos disponíveis para venda estavam bolas decorativas para a árvore de natal, abre-latas, e até tapetes de rato, todos com imagens ilustrativas do campo de concentração nazi de Auschwitz.

A Amazon retirou vários artigos de natal da sua plataforma por conterem imagens do campo de concentração de Auschwitz. Os artigos em questão continham imagens do campo de concentração onde, durante a segunda guerra mundial, morreram 1,1 milhões de pessoas, na sua maioria de origem judaica, segundo o Museu do Holocausto.

A denúncia surgiu depois de várias queixas dirigidas ao ‘Memorial Polaco de Auschwitz’ que através do Twitter fez chegar a informação à administração da Amazon. Entretanto, a empresa americana retirou os artigos e apressou-se a pedir desculpas, segundo a BBC.

Entre os artigos disponíveis para venda estavam bolas decorativas para a árvore de natal, abre-latas, e até tapetes de rato, todos com imagens ilustrativas do campo de concentração de Auschwitz, Polónia, propriedade dos Alemães durante a segunda guerra mundial.

O ‘Memorial Polaco de Auschwitz’ publicou um tweet a informar que os artigos já tinham sido retirados e agradeceu a os utilizadores da rede social pelas suas denúncias, depois das publicações virais.

A Amazon por sua vez retirou os artigos da plataforma, e através de um comunicado pediu desculpas e afirmou que “todos os vendedores presentes na plataforma têm de seguir as regras de venda. Aqueles que não respeitarem o nosso código de conduta irão ser penalizados e estarão sujeitos à remoção da conta”

 

Ler mais
Recomendadas

Ministro das Finanças alemão defende dívida de 96 mil milhões para impulsionar economia

“Com os investimentos deste orçamento, estamos a abrir ainda mais as portas para o futuro do nosso país”, garantiu Olaf Scholz cujo plano para o orçamento alemão para 2021 inclui um plano nacional para o hidrogénio e a suspensão dos limites de dívida consagrados constitucionalmente.

Durão Barroso nomeado presidente da Aliança Global para as Vacinas

Durão Barroso foi nomeado esta terça-feira presidente da Aliança Global para as Vacinas (GAVI), uma organização que assume atualmente grande importância devido à pandemia provocada pela Covid-19.

Setor automóvel britânico une-se para proteger fornecedores do Brexit

Perante a forte possibilidade de uma saída britânica sem acordo, a indústria automóvel constituiu uma união entre construtores, setor financeiro e fornecedores para garantir que as cadeias de fornecimento não são afetadas pelas tarifas que entrarão em vigor entre o Reino Unido e a União Europeia.
Comentários