Anacom lança plataforma de mapeamento da cobertura das redes móveis em Portugal

Regulador vê na nova plataforma mais uma ferramenta para os consumidores das redes móveis e mais um mecanismo de apoio à coesão territorial.

Edifício-sede da Autoridade Nacional de Comunicações, em Lisboa

A Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom) vai lançar uma solução de mapeamento da cobertura das redes móveis das empresas de telecomunicações Meo, NOS e Vodafone, fez saber o regulador das comunicações na sexta-feira. A plataforma será apresentada esta segunda-feira, 19 de outubro.

De acordo com fonte oficial da Anacom, trata-se de uma plataforma que disponibiliza o desenho da qualidade da cobertura das redes móveis em todo o território nacional. Isto é, através desta plataforma será possível saber que regiões estão cobertas pelas operadoras (se por todas, apenas uma ou nenhuma) e qual a qualidade do sinal de rede das mesmas.

Numa altura em que se aguarda por mais passos no desenvolvimento da quinta geração da rede mõvel (5G), a nova aplicação é vista pelo regulador como mais uma ferramenta para os consumidores das redes móveis e de apoio à coesão territorial.

A plataforma será lançada e apresentada oficialmente pelo regulador no dia 19 de outubro, numa sessão institucional que contará com a participação de membros do Governo.

A apresentação da aplicação de mapeamento da cobertura das redes móveis das telecoms será levada a cabo pelo presidente do conselho de administração da Anacom, João Cadete de Matos, e por Miguel Capela da direção de gestão do espetro da Anacom.

A secretária de Estado da Valorização do interior, Isabel Ferreira, o secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres, e o secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Hugo Santos Mendes, também vão marcar presença e intervir no lançamento da plataforma.

O lançamento desta plataforma acontece numa altura em que o setor das telecomunicações aguarda pelo arranque do leilão das frequências da quinta geração das redes móveis, marcado para este mês de outubro. Contudo, a Anacom ainda não avançou qualquer detalhe sobre o arranque do leilão, bem como o regulamento final para o procedimento. Apenas garante que vai ter início em outubro.

Recomendadas

CAP contesta medidas sobre pagamentos e lamenta posição do Governo

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) contestou hoje as medidas sobre os pagamentos diretos para 2022, acusando o Ministério da Agricultura de desprezar “um leal e correto procedimento de consulta”, uma vez que estas não foram discutidas.

Confederação do Comércio e Serviços aplaude as novas medidas

Em comunicado, a entidade registou ainda “como positivo que a avaliação do nível de risco se baseie no critério da taxa de vacinação da população, ultrapassando as deficiências manifestas que a chamada ‘matriz de risco’ já evidenciava”.

Ramada dispara lucros semestrais para 6,2 milhões de euros

O resultado líquido consolidado registado no primeiro semestre de 2021 no valor de 6,17 milhões, apresentou um crescimento de 143,2% face ao resultado líquido do período homólogo do ano anterior.
Comentários