Andersen Global reúne-se pela primeira vez em Portugal para anunciar novo ‘board’

O advogado e ex-ministro português Luís Nobre Guedes é um dos 14 membros do Conselho Regional Europeu, anunciou esta sexta-feira a organização assessores financeiros e legais.

A Andersen Global anunciou esta sexta-feira a nomeação dos 14 membros do Board Regional Europeu, uma lista que conta com a presença de Luís Nobre Guedes. O advogado e ex-ministro português, sócio do escritório da Andersen Tax & Legal em Portugal, será diretor administrativo (Office Managing Director) da organização global de assessores financeiros e legais.

O grupo de líderes, encabeçado pelo italiano Andrea De Vecchi e suíço Paolo Mondia, aconselhará a Andersen Global em questões críticas para a Europa e ficará encarregue de assegurar-se de que a equipa está a trabalhar de forma transparente nos diferentes países europeus, nomeadamente na gestão de protocolos que tenham em comum.

O novo conselho está reunido pela primeira em Portugal para assinalar o crescimento no ‘Velho Continente’, onde está presente com escritórios Reino Unido, Alemanha, França, Espanha, Itália, Hungria, Turquia, Irlanda, Áustria, Polónia, Grécia, Chipre, Luxemburgo, Eslováquia, Holanda e Suíça – além de Lisboa e Porto (através do acordo de colaboração com a CNA – Curado, Nogueira & Associados).

“Estamos orgulhosos do crescimento da Andersen Global na Europa e temos assistido a um aumento nos clientes que procuram serviços transfronteiriços. Agora é a hora de implementar um grupo governamental comum que reunirá todos os membros da nossa região de maneira coordenada ”, explicou Andrea De Vecchi.

Fundada em 2013 pela norte-americana Andersen Tax LLC, a Andersen Global é uma associação internacional de firmas de serviços jurídicos e fiscais, composta por cerca de 3.500 profissionais de impostos e jurídicos presentes em 112 localizações diferentes a nível global.

Eis os membros do novo board europeu:

  • Andrea De Vecchi, Regional Managing Director para a Europa (Milão) – Co-Chair
  • Paolo Mondia, Regional Managing Director para a Europa (Lugano) – Co-Chair
  • Jean-Philippe Bindschedler, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax na Suíça (Lausana)
  • Pierre Bouley, Managing Director/Partner – Andersen Tax & Legal em França (Paris)
  • Mark Gorman, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax na Irlanda (Dublin)
  • Luis Nobre Guedes, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax & Legal em Portugal (Lisboa)
  • Stefan Kraus, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax & Legal na Alemanha (Cologne)
  • George McCracken, Managing Director/Partner – Andersen Tax LLP (Londres)
  • Ersin Nazali, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax na Turquia (Istambul)
  • Toni Prat, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax & Legal em Espanha (Barcelona)
  • Michael Probst, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax em Luxemburgo (Cidade do Luxemburgo)
  • Alessio Rossi, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax & Legal na Alemanha (Dusseldorf)
  • Paolo Trevisanato, Managing Director/Partner – Andersen Tax & Legal em Itália (Veneza)
  • Ruben Van Aarle, Office Managing Director/Partner – Andersen Tax & Legal na Holanda (‘s-Hertogenbosch)
Ler mais
Recomendadas

Rui Patrício: “Não houve reações ao que Moro disse. Isso preocupa-me”

O advogado, presença assídua em alguns dos casos mais mediáticos, diz que não há classes profissionais “inocentes” na violação do segredo de justiça.

O ‘compliance’ da treta e a responsabilidade penal das empresas

Não há programas de ‘compliance’ perfeitos: mesmo nestas circunstâncias não é possível eliminar por completo o risco do incumprimento legal, mas a probabilidade de incumprir é muito menor.

Isabel da Silva Mendes: “Ordem dos Advogados está sem voz, silenciosa, distante”

A advogada da SPS e vogal do Conselho de Deontologia de Lisboa oficializou esta quinta-feira a sua candidatura a bastonária. Em entrevista ao Jornal Económico, refere que pretende alterar os Estatutos da Ordem e dar maior incidência à deontologia, publicidade, proteção de privacidade, inteligência artificial e regulação de plataformas digitais.
Comentários