Angela Merkel critica Portugal por causa dos britânicos na final da Champions (com áudio)

A chanceler alemã critica fortemente a postura portuguesa de abertura do país aos viajantes oriundos do Reino Unido – de onde a variante Delta tem sido exportada para o continente.

POOL

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou esta terça-feira que a União Europeia está a retroceder face ao seu objetivo de estabelecer regras de viagem consistentes e genéricas à medida que os países tomam abordagens variadas face ao surgimento de uma nova variante da Covid-19 no Reino Unido.

As críticas incidiram especificamente sobre Portugal, que permitiu a entrada de turistas britânicos antes da final da Liga dos Campões, apesar de a variante do vírus Delta ser altamente infeciosa.

“O que lamento é que ainda não conseguimos alcançar um comportamento uniforme entre os Estados-membros em termos de restrições de viagem. Isso é um retrocesso”, disse Merkel, numa conferência de imprensa em Berlim, onde estava acompanhada da presidente da Comissão Europeia, a também alemã Ursula von der Leyen.

“Tivemos uma situação em Portugal que talvez pudesse ter sido evitada, e é por isso que temos que trabalhar ainda mais“, acrescentou Merkel. “Fizemos um bom progresso nos últimos meses, mas ainda não estamos onde eu gostaria que a União Europeia estivesse”, disse.

As infeções por coronavírus em Portugal aumentaram nas últimas semanas de menos de 500 casos notificados por dia em maio para mais de mil mais recentemente. De acordo com as autoridades nacionais, a variante Delta — detetada pela primeira vez na Índia — é responsável por mais de 60% das infeções na região de Lisboa e Do Vale do Tejo. O governo impôs na sexta-feira uma proibição de viagens de fim-de-semana em redor da capital para impedir sua propagação, mas foi apenas por dois dias.

A União ainda não adicionou o Reino Unido à sua lista de países considerados suficiente seguros para poder levantar as proibições de viagem. A lista, no entanto, não é obrigatória para os Estados-membros.

Recomendadas

Tribunal aceita pagamento de caução de Berardo com imóveis avaliados em oito milhões (com áudio)

A hipoteca dos imóveis do empresário madeirense tem um valor aproximado de oito milhões de euros. O Ministério Público tinha pedido cinco milhões como medida de coação no início de julho.

Aquila Capital assina contrato com Axpo Ibérica para venda de energia produzida em Portugal (com áudio)

O portefólio de centrais fotovoltaicas localizado em Portugal tem uma capacidade instalada de “cerca de 25 MW” e irá produzir “cerca de 58 GWh de energia solar por ano”, avança a Aquila Capital.

“Na próxima década temos de reduzir ainda mais o abandono escolar precoce”, diz António Costa (com áudio)

“Em 2010 nós tínhamos uma taxa de abandono escolar que chegava aos 30%, neste momento em 2020 conseguimos reduzir a taxa do abandono escolar precoce para 8,9”, destacou o primeiro-ministro.
Comentários