Angola eleita para presidência rotativa da OPEP em 2021

Angola foi hoje eleita para a presidência rotativa da conferência de ministros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) em 2021, em substituição da Argélia.

José Sena Goulão/Lusa

eleição aconteceu durante a 180.ª reunião da OPEP que decorre, por videoconferência, em Viena, Áustria, noticia a agência de notícias angolana, Angop.

Os dois países foram eleitos para os cargos em dezembro de 2019.

A presidência desta conferência de ministros é anual e por ordem alfabética, sendo que o vice-presidente assume a liderança no ano seguinte.

Angola já liderou a OPEP em 2009, dois anos depois de aderir à organização (2007), cujo presidente era na altura o ex-ministro dos Petróleos, Desidério Costa, que foi coadjuvado pelo ex-ministro de Minas e Energia do Equador, Galo Chiriboga, indicou a Angop.

Angola foi admitida como membro de pleno direito do grupo petrolífero durante a 143.ª conferência angolaextraordinária da instituição, que decorreu em Abuja, Nigéria, em 14 de dezembro de 2006.

A OPEP existe desde 15 setembro de 1960 e integra a Argélia, Angola, Guiné Equatorial, Gabão, Irão, Iraque, Koweit, Líbia, Nigéria, República do Congo, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Venezuela, Equador, Indonésia e Qatar.

 

Ler mais

Recomendadas

Wall Street encerra no verde em dia de tomada de posse do novo presidente dos EUA

A tendência de ganhos em Wall Street prossegue no dia de tomada de posse do novo presidente dos EUA, Joe Biden.

Bolsa de Lisboa é a única que cai na Europa

As valorizações da EDP Renováveis e da Galp de mais de 1% não evitaram a queda do índice lisboeta. Europa fecha no verde.

Wall Street abre em alta no dia da tomada de posse de Biden

Resultados da banca acima do esperado e sinal de que Joe Biden vai estimular a economia norte-americana está a animar a bolsa de Nova Iorque.
Comentários