Angola. João Lourenço exonera quatro embaixadores, incluindo na CPLP

João Lourenço exonerou os embaixadores na Missão de Angola junto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Luís de Almeida, no México, Leogivildo da Costa e Silva, na Grécia, Isabel Mercedes da Silva Feijó, e no Canadá, Edgar Gaspar Martins.

Angop

O Presidente de Angola formalizou hoje a exoneração de quatro embaixadores angolanos na CPLP, México, Grécia e Canadá, anunciada a 10 de setembro último, no prosseguimento do processo de encerramento de missões diplomáticas e consulares.

Num decreto divulgado hoje pela Casa Civil do Presidente da República, João Lourenço exonerou os embaixadores na Missão de Angola junto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Luís de Almeida, no México, Leogivildo da Costa e Silva, na Grécia, Isabel Mercedes da Silva Feijó, e no Canadá, Edgar Gaspar Martins.

A 10 de setembro último, o chefe da diplomacia angolana indicou que, até novembro, Angola iria encerrar quatro embaixadas e outros tantos consulados, entre eles o existente em Faro (sul de Portugal), face aos “constrangimentos económicos provocados pela crise que o país enfrenta”.

Na ocasião, Manuel Augusto indicou que a representação diplomática de Angola acreditada na CPLP passará a ser assegurada pela Embaixada de Angola em Lisboa.

Além do consulado angolano em Faro, Manuel Augusto anunciou também o fecho de idênticas missões em Durban (África do Sul), Frankfurt (Alemanha) e Califórnia (Estados Unidos).

O chefe da Diplomacia angolana adiantou que, por outro lado, Angola vai construir uma nova chancelaria na Alemanha, projeto integrado no acordo-quadro de financiamento celebrado em 2016 entre o Governo angolano e o banco alemão KFW IPEX-Bank GMBH, de 500 milhões de dólares (427,8 milhões de euros ao câmbio atual).

A 24 de agosto deste ano, na sequência da visita oficial que efetuou à Alemanha, João Lourenço, aprovou um decreto a entrega da empreitada à empresa alemã Ed Zublin AG Stuttgart, num valor próximo dos 12 milhões de euros.

Recomendadas

Unidade de contraterrorismo britânica investiga morte de deputado conservador

O chefe da polícia de Essex, Ben-Julian Harrington, disse que ainda não se sabe se o esfaqueamento foi um ataque terrorista e que “a investigação está na sua fase inicial”.

Cabo Verde já gastou mais 15% na importação de combustíveis face a 2020

De janeiro a agosto de 2020, período fortemente afetado pelo confinamento geral provocado pela pandemia de covid-19, o arquipélago importou quase 4.657 milhões de escudos (42,1 milhões de euros) em combustíveis, segundo o histórico do BCV.

Brexit: Londres insiste em tirar a Irlanda do Norte da jurisdição do TJUE

A União Europeia diz-se disponível para aceitar menos controlos sanitários e menos papelada na fronteira com o Reino Unido, mas Londres não abre mão da questão do Tribunal de Justiça da União Europeia. As negociações deverão ser novamente infrutíferas.
Comentários