Angola tem novas regras de importação e exportação de bens e serviços

Os novos procedimentos administrativos incluem a eliminação da obrigatoriedade de licenciamento dos contratos de prestação de serviço celebrados com entidades não residentes cambiais, independentemente do seu valor.

A importação e exportação de bens e serviços em Angola tem novas regras que eliminam entraves burocráticos e isentam de contrato os acordos até 25 mil dólares, anunciou na passada sexta-feira o Banco Nacional de Angola (BNA).

“O Banco Nacional de Angola, no âmbito do processo em curso de liberalização gradual do mercado cambial, alterou os procedimentos administrativos relacionados com as operações de invisíveis correntes das empresas residentes cambiais”, pode ler-se no comunicado divulgado.

Pode continuar a ler o artigo aqui.

Recomendadas

Novos limites da pesca da sardinha variam entre 1.575 e 4.725 quilogramas

Para as embarcações com comprimento superior a nove metros e inferior ou igual 16 metros o limite é 3.150 quilos (150 cabazes, quando aplicável).

PremiumFórum Oceano alerta para “revolução energética” do hidrogénio na China

A Associação portuguesa da Economia do Mar diz que dentro de duas semanas a China lançará, nos confins da Mongólia Interior, o maior projeto de produção de hidrogénio verde, fazendo disparar o mercado mundial de hidrogénio.

PremiumRuben Eiras: “Solar e eólicas offshore serão mais competitivas que o nuclear em 2040”

A massificação da produção de hidrogénio não dependerá da eletricidade gerada pelo nuclear, admitiu o ex-diretor-geral da Política do Mar e secretário geral do Fórum Oceano ao Jornal Económico.
Comentários