Antes da Web Summit, Paddy Cosgrave vem a Portugal falar de surf

O que tem o surf a ver com tecnologia? Paddy Cosgrave vai explicar a relação na ‘Surf Out Portugal’, a 22 de setembro, no Estoril.

Ainda antes de novembro, de 4 a 7, quando tiver lugar a terceira edição da ‘Web Summit’ em Portugal, Paddy Cosgrave, o fundador desta iniciativa vem a Portugal ainda este mês, a 22 de setembro, para participar na ‘Surf Out Portugal’.

“Paddy Cosgrave vai marcar presença na ‘Surf Out Portugal’, a 22 de setembro, na FIARTIL – Feira Internacional de Artesanato do Estoril. O empreendedor irlandês vai juntar-se às ‘Surf Talks by Turismo de Portugal’ para mostrar como pode a tecnologia ajudar o setor nas suas diferentes frentes – tanto para o desportista como para o empresário – e como a indústria tecnológica pode ser exemplo para o surf nacional”, destaca um comunicado da organização da ‘Surf Out Portugal’.

Desta forma, Cosgrave junta-se a Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal; Francisco Spínola, da Liga Mundial de Surf, e Greg Healy, da Boardriders Inc., para debater a criação do ‘cluster’ do surf em Portugal.

“O fundador da ‘Web Summit’, o maior evento de tecnologia da Europa, vai sentar-se com o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo; com o diretor-geral da Liga Mundial de Surf para a Europa, África e Médio Oriente, Francisco Spínola; e com o presidente global da Boardriders Inc. (Quiksilver), Greg Healy, para falar sobre a criação de um ‘cluster’ do surf em Portugal, que possa reforçar a competitividade, a promoção e internacionalização da modalidade, à semelhança do que tem acontecido com outros ‘clusters’ de competitividade”, assegura o referido comunicado.

De acordo com este documento, “Paddy Cosgrave, conhecido também pelo seu pensamento disruptivo – e simpatizante deste desporto -, associa-se à conversa para deixar algumas ideias e para ajudar a perceber como pode o trabalho realizado no ‘cluster’ da tecnologia ser transposto para o setor do surf”.

“Além da comparação de ecossistemas, como pode a tecnologia fazer evoluir o surf e como pode o setor atrair ainda mais as marcas, nacionais e internacionais, são outros dos temas a serem abordados nesta ‘talk’, que decorrerá no segundo dia do evento, pelas 18 horas”, adianta a organização da ‘Surf Out Portugal’.

A segunda edição da ‘Surf Out Portugal’, que junta a indústria do surf, desportistas e simpatizantes da modalidade e do mar numa imersão no surf fora de água, celebrando o momento alto que este atravessa, vai decorrer no fim de semana de 21 e 22 de setembro.

A par das ‘Surf Talks by Turismo de Portugal’, conta ainda com uma mostra de cerca de 50 marcas do setor, ‘workshops’, ativações exclusivas e animação.

“Com a ambição de internacionalizar e de se tornar num debate global, este ano, o evento conta com a presença de diversos intervenientes do setor a nível internacional”, sublinha a organização do evento, referenciando a presença dos surfistas Kepa Acero e Justine Dupont; e dos ‘shapers’ (construtores de pranchas) Johnny Cabianca, Nick Uricchio e James Cheal.

Estarão também presentes o ‘talent manager’ americano Ben Cohen, da 28th Ave Management; o australiano Michael Spencer, manager da Chilli Surfboards; e o alemão Mario Wehle, gerente da Magic Quiver.

Entre os portugueses, a par de Luís Araújo e Francisco Spínola, as ‘talks’ contarão com a visão dos surfistas Tiago Pires, Nicolau Von Rupp e João Kopke; e de Susana Albuquerque, presidente do Clube Criativos de Portugal, adianta a organização da ‘Surf Out Portugal’.

A entrada na FIARTIL terá um custo de dois euros, sendo gratuita para crianças com menos de 12 anos, com as portas a abrirem entre as 12 e as 22 horas.

Ler mais
Recomendadas

Covid-19: Coreia do Sul adia Campeonato do Mundo de Ténis de Mesa por equipas

A competição, originalmente marcada para 22 a 29 de março, foi remarcada de 21 a 28 de junho, de acordo com um cronograma ainda provisório, informou a Federação Internacional de Ténis de Mesa (ITTF) em comunicado.

FIFA procura mil milhões de dólares para organizar Mundial de Clubes em 2021

No mês passado, deslocaram-se a Zurique representantes de clubes europeus, como o Liverpool, a Juventus e o Barcelona, na qual foi discutida a criação de uma ‘joint-venture’ entre a FIFA e a Associação Europeia de Clubes. A intenção deverá ter sido a elevar o estatuto na competição dos clubes que são membros da Associação, acima do estatuto de equipas que são membros de outras cinco confederações regionais.

Discriminação de género: futebolistas da seleção feminina dos EUA exigem 60,7 milhões de euros

As jogadoras da seleção feminina de futebol deram entrada com um processo contra a US Soccer, a federação do futebol dos EUA, acusando o organismo de negociar os contratos com a seleção masculina de forma diferente face à seleção feminina.
Comentários