Antes da Web Summit, Paddy Cosgrave vem a Portugal falar de surf

O que tem o surf a ver com tecnologia? Paddy Cosgrave vai explicar a relação na ‘Surf Out Portugal’, a 22 de setembro, no Estoril.

Ainda antes de novembro, de 4 a 7, quando tiver lugar a terceira edição da ‘Web Summit’ em Portugal, Paddy Cosgrave, o fundador desta iniciativa vem a Portugal ainda este mês, a 22 de setembro, para participar na ‘Surf Out Portugal’.

“Paddy Cosgrave vai marcar presença na ‘Surf Out Portugal’, a 22 de setembro, na FIARTIL – Feira Internacional de Artesanato do Estoril. O empreendedor irlandês vai juntar-se às ‘Surf Talks by Turismo de Portugal’ para mostrar como pode a tecnologia ajudar o setor nas suas diferentes frentes – tanto para o desportista como para o empresário – e como a indústria tecnológica pode ser exemplo para o surf nacional”, destaca um comunicado da organização da ‘Surf Out Portugal’.

Desta forma, Cosgrave junta-se a Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal; Francisco Spínola, da Liga Mundial de Surf, e Greg Healy, da Boardriders Inc., para debater a criação do ‘cluster’ do surf em Portugal.

“O fundador da ‘Web Summit’, o maior evento de tecnologia da Europa, vai sentar-se com o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo; com o diretor-geral da Liga Mundial de Surf para a Europa, África e Médio Oriente, Francisco Spínola; e com o presidente global da Boardriders Inc. (Quiksilver), Greg Healy, para falar sobre a criação de um ‘cluster’ do surf em Portugal, que possa reforçar a competitividade, a promoção e internacionalização da modalidade, à semelhança do que tem acontecido com outros ‘clusters’ de competitividade”, assegura o referido comunicado.

De acordo com este documento, “Paddy Cosgrave, conhecido também pelo seu pensamento disruptivo – e simpatizante deste desporto -, associa-se à conversa para deixar algumas ideias e para ajudar a perceber como pode o trabalho realizado no ‘cluster’ da tecnologia ser transposto para o setor do surf”.

“Além da comparação de ecossistemas, como pode a tecnologia fazer evoluir o surf e como pode o setor atrair ainda mais as marcas, nacionais e internacionais, são outros dos temas a serem abordados nesta ‘talk’, que decorrerá no segundo dia do evento, pelas 18 horas”, adianta a organização da ‘Surf Out Portugal’.

A segunda edição da ‘Surf Out Portugal’, que junta a indústria do surf, desportistas e simpatizantes da modalidade e do mar numa imersão no surf fora de água, celebrando o momento alto que este atravessa, vai decorrer no fim de semana de 21 e 22 de setembro.

A par das ‘Surf Talks by Turismo de Portugal’, conta ainda com uma mostra de cerca de 50 marcas do setor, ‘workshops’, ativações exclusivas e animação.

“Com a ambição de internacionalizar e de se tornar num debate global, este ano, o evento conta com a presença de diversos intervenientes do setor a nível internacional”, sublinha a organização do evento, referenciando a presença dos surfistas Kepa Acero e Justine Dupont; e dos ‘shapers’ (construtores de pranchas) Johnny Cabianca, Nick Uricchio e James Cheal.

Estarão também presentes o ‘talent manager’ americano Ben Cohen, da 28th Ave Management; o australiano Michael Spencer, manager da Chilli Surfboards; e o alemão Mario Wehle, gerente da Magic Quiver.

Entre os portugueses, a par de Luís Araújo e Francisco Spínola, as ‘talks’ contarão com a visão dos surfistas Tiago Pires, Nicolau Von Rupp e João Kopke; e de Susana Albuquerque, presidente do Clube Criativos de Portugal, adianta a organização da ‘Surf Out Portugal’.

A entrada na FIARTIL terá um custo de dois euros, sendo gratuita para crianças com menos de 12 anos, com as portas a abrirem entre as 12 e as 22 horas.

Ler mais
Recomendadas

Ver jogos em pé no Estádio da Luz? Nova lei da violência no desporto já prevê possibilidade

Questionado sobre as palavras do administrador executivo da Benfica SAD, Domingos Soares de Oliveira, que na quarta-feira disse que o clube da Luz pondera aumentar a lotação do estádio através do melhor aproveitamento dos espaços existentes e da criação de áreas de assistência com lugares em pé, João Paulo Rebelo referiu que a segunda opção já é possível.

Uma das “raparigas” dos hambúrgueres já foi encontrada e lembra-se de Cristiano Ronaldo: “Era o mais tímido” do grupo

A rádio Renascença encontrou uma das funcionárias do restaurante mencionado pelo capitão da selecção das quinas. Ronaldo convidou-as para jantar em Lisboa ou Turim; Paula Leça já aceitou o convite do craque da Juventus.

Companhia aérea paga indemnização de 50 euros após partir bicicleta de seis mil euros a triatleta

Carlos López apresentou queixa contra a espanhola Vueling que responsabiliza por ter perdido toda a temporada competitiva depois de ter partido o quadro de carbono da sua bicicleta durante uma viagem de avião. “Pediram-me os dados bancários, e depois disseram que já tinham feito a transferência. A surpresa chegou quando vi que transferiram 50 euros”, lamentou o atleta.
Comentários