Antigo edifício do Batista Russo dá lugar a nova loja da Decathlon

Loja abre portas esta sexta-feira num espaço com 3.000 m2 e que vai contar com três pisos compostos por um parque de estacionamento, um restaurante e cinco campos para a prática desportiva de padel.

A nova loja da Decathlon na freguesia dos Olivais, em Lisboa abre portas esta sexta-feira, 7 de dezembro, num modelo inovador a nível nacional. Com 3.000 m2 esta loja vai ainda contar com três pisos compostos por um parque de estacionamento, um restaurante e cinco campos para a prática desportiva de padel, este último numa área de 1.600 m2.

Este espaço encontra-se construído nas antigas oficinas de Francisco Batista Russo & Irmão, na Avenida Marechal Gomes da Costa, estando virada para a tecnologia e interação com o cliente. Com 130 monitores espalhados pela loja que permitem desde logo ao cliente visualizar os modelos disponíveis do produto que desejam adquirir e verem a avaliação dada por outros utilizadores que adquiriram o produto.

“Se algum dos produtos estiver classificado com menos de três estrelas (numa escala de 0 a 5) são de imediato retirados do mercado e repensados”, explica José Neves, diretor regional da Decathlon.

Outra característica desta loja são as chamadas “Zonas de Teste”, nas quais os visitantes podem experimentar todo o tipo de produtos e atividades relacionadas, como por exemplo sacos de boxe, padel ou patins em linha e trotinetes.

Trotinetes que na opinião de José Neves, diretor regional da Decathlon assume como sendo um dos produtos que tem “picos de venda, por ser uma atividade que está a crescer cada vez mais na cidade de Lisboa”.

Já Nuno Farias, diretor deste espaço destaca o facto de “90% a 95% dos produtos da loja serem produzidos pela Decathlon”.

Sem querer dar projeções em termos de valores numéricos José Neves acredita que no primeiro mês passarão por esta Decathlon entre 50 a 60 mil pessoas, esperando atingir o meio milhão de visitas até ao final de 2019. Ao nível do retorno financeiro o diretor regional estima que os resultados começaram a surgir de forma positiva dentro de três anos.

Em janeiro de 2019 está prevista a abertura dos campos de padel, enquanto o restaurante que ocupa uma área de 300 a 400 m2, ainda se encontra em fase de procura de exploração. Apesar desta loja ser um modelo único, José Neves não descarta a possibilidade de no futuro abrir uma nova loja neste formato.

“Este espaço tem caracteristicas específicas por ser feito a partir da reconstrução de um outro edifício, mas claro que se existir essa hipótese não dizemos que não”, refere o diretor regional.

Para o próximo ano está já garantida a abertura de uma nova loja da Decatlhon na cidade de Coimbra, encontrando-se outros projetos em estudo.

Ler mais
Recomendadas

Castelos, mosteiros e fortes na órbita de centenas de investidores nacionais e estrangeiros

Espaços de património português encontram-se devolutos. Governo já recebeu contactos de de “cerca de 440 interessados nos vários imóveis, dos quais cem são estrangeiros”.

Espanhóis da Merlin compram dois edifícios no Parque das Nações por 112 milhões de euros

O Art’s Business Center e a Torre Fernão de Magalhães, foram adquiridos pela empresa espanhola, naquele que é o primeiro grande negócio do imobiliário comercial deste ano em Portugal.

Conhece os custos do crédito habitação?

Os custos relacionados com o crédito à habitação são vários e dependem de diferentes fatores. Para além do indexante e das comissões, temos custos de outra natureza.
Comentários