Antigo edifício do Batista Russo dá lugar a nova loja da Decathlon

Loja abre portas esta sexta-feira num espaço com 3.000 m2 e que vai contar com três pisos compostos por um parque de estacionamento, um restaurante e cinco campos para a prática desportiva de padel.

A nova loja da Decathlon na freguesia dos Olivais, em Lisboa abre portas esta sexta-feira, 7 de dezembro, num modelo inovador a nível nacional. Com 3.000 m2 esta loja vai ainda contar com três pisos compostos por um parque de estacionamento, um restaurante e cinco campos para a prática desportiva de padel, este último numa área de 1.600 m2.

Este espaço encontra-se construído nas antigas oficinas de Francisco Batista Russo & Irmão, na Avenida Marechal Gomes da Costa, estando virada para a tecnologia e interação com o cliente. Com 130 monitores espalhados pela loja que permitem desde logo ao cliente visualizar os modelos disponíveis do produto que desejam adquirir e verem a avaliação dada por outros utilizadores que adquiriram o produto.

“Se algum dos produtos estiver classificado com menos de três estrelas (numa escala de 0 a 5) são de imediato retirados do mercado e repensados”, explica José Neves, diretor regional da Decathlon.

Outra característica desta loja são as chamadas “Zonas de Teste”, nas quais os visitantes podem experimentar todo o tipo de produtos e atividades relacionadas, como por exemplo sacos de boxe, padel ou patins em linha e trotinetes.

Trotinetes que na opinião de José Neves, diretor regional da Decathlon assume como sendo um dos produtos que tem “picos de venda, por ser uma atividade que está a crescer cada vez mais na cidade de Lisboa”.

Já Nuno Farias, diretor deste espaço destaca o facto de “90% a 95% dos produtos da loja serem produzidos pela Decathlon”.

Sem querer dar projeções em termos de valores numéricos José Neves acredita que no primeiro mês passarão por esta Decathlon entre 50 a 60 mil pessoas, esperando atingir o meio milhão de visitas até ao final de 2019. Ao nível do retorno financeiro o diretor regional estima que os resultados começaram a surgir de forma positiva dentro de três anos.

Em janeiro de 2019 está prevista a abertura dos campos de padel, enquanto o restaurante que ocupa uma área de 300 a 400 m2, ainda se encontra em fase de procura de exploração. Apesar desta loja ser um modelo único, José Neves não descarta a possibilidade de no futuro abrir uma nova loja neste formato.

“Este espaço tem caracteristicas específicas por ser feito a partir da reconstrução de um outro edifício, mas claro que se existir essa hipótese não dizemos que não”, refere o diretor regional.

Para o próximo ano está já garantida a abertura de uma nova loja da Decatlhon na cidade de Coimbra, encontrando-se outros projetos em estudo.

Ler mais
Recomendadas

Sotheby’s recruta 100 colaboradores em Portugal até ao verão

A imobiliária de luxo procura uma centena de profissionais da área comercial para responder ao crescimento do negócio.

APEMIP alerta para desaceleração do mercado imobiliário após recordes de 2018

“É preciso que haja uma renovação do ‘stock imobiliário’, dirigido para a classe média e média baixa. Não adianta dizer que está a haver construção, quando quem atua no mercado sabe bem que a que há está a ser dirigida essencialmente para um segmento de luxo. Também é necessária, mas a urgência é outra: equilibrar a oferta e a procura”, considera Luís Lima.

Grupo Savills aumentou receitas para 1.55 mil milhões de euros no ano de 2018

Este valor corresponde a um crescimento de 10% face a 2017 (1.41 mil milhões de euros). A América do Norte foi quem registou o crescimento mais significativo nos negócios focados em ocupantes, com a receita a crescer em 18%.
Comentários