Anturio fecha ano com 2,3 milhões de euros de volume de negócios

A empresa tem uma perspectiva de crescimento, em 2019, de 20%. A Anturio vai ainda apostar no mercado de Espanha com a abertura de um escritório em Madrid.

A Anturio, empresa com sede no Funchal e que actua no sector das tecnologias da informação, fechou 2018 com 2,3 milhões de euros de volume de negócios, um crescimento de 33%, superando a meta dos 20% estabelecida.

Para 2019 a expectativa é que a Anturio volte ao crescimento tendo uma meta fixada de 20%. Um dos objectivos da empresa passa ainda pela aposta em recursos humanos, e também no mercado espanhol, com a abertura de um escritório em Madrid.

“Tivemos um crescimento de 300 por cento na Madeira e um reforço da equipa no centro de Portugal Continental”, referiu Duarte Miguel Freitas, CEO da Anturio.

Entre os segredos para este crescimento “natural e sustentado”, em 2018, acrescentou o CEO, esteve uma “aposta clara” nas pessoas.

A abertura do escritório em Madrid, deve acontecer este mês. “Esperamos fazer crescer a nossa quota internacional com esta nova incursão. Este ano, a aposta irá centrar-se em Espanha, mas estamos sempre em conversações para novas oportunidades”, sublinha o CEO da empresa.

Duarte Freitas diz ainda que estão previstas 8 contratações que poderão ser ajustadas consoantes o crescimento das várias áreas da empresa.

Ler mais
Recomendadas

Orçamento Suplementar da Madeira prevê mais 296 milhões de despesa

A previsão para as despesas correntes é de 1,4 mil milhões e de 609 milhões de euros para as despesas de capital.

Orçamento Suplementar da Madeira prevê mais 296 milhões de euros de receita

A proposta de Orçamento Suplementar, em termos de receitas, sobe de 1,7 mil milhões de euros para os dois mil milhões de euros, quando comparado com o Orçamento Regional.

Orçamento Suplementar da Madeira contempla endividamento de 489 milhões de euros

O Orçamento Suplementar da região autóma inclui a autorização de endividamento líquido prevista no Orçamento Suplementar do Estado, correspondente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) regional de 2018, esclareceu o vice-presidente do executivo.
Comentários