Apartamento mais caro de sempre em Portugal foi vendido por 7,2 milhões em Lisboa

Apesar de a penthouse ter sido adquirida por um valor considerado exorbitante, o dono do mesmo pediu anonimato à imobiliária. O dono do apartamento mais caro de Lisboa vai ter acesso a piscina, ginásio e spa, com vistas para o rio Tejo, Parque Eduardo VII ou Castelo de São Jorge.

São 14 andares, sendo um deles um terraço com uma piscina que tem Lisboa como pano de fundo. O último andar conta com 287 metros quadrados, tendo acesso ao terraço com 260 metros quadrados e a vista sobre o Parque Eduardo VII e a Avenida da Liberdade.

No entanto, o mais curioso não é o enorme espaço disponível neste apartamento de três quartos mas sim o preço pelo qual foi arrecadado. Os responsáveis da Vanguard Properties conseguiram 7,2 milhões de euros pelo último andar do prédio 203 da Rua Castilho, tornando-se assim a casa mais cara alguma vez comprada em Portugal, conforme avançou a revista Visão.

Além de se inserir num contexto de luxo, o prédio fica perto das superfícies comerciais El Corte Inglés e Amoreiras, do Palácio da Justiça e do Estabelecimento Prisional de Lisboa, além da Universidade Nova de Lisboa. No fim da rua Castilho fica ainda o hotel de cinco estrelas, Four Seasons Hotel Ritz Lisbon.

Apesar da penthouse ter sido adquirida por um valor considerado exorbitante, o dono do mesmo pediu anonimato à imobiliária. Ainda que não queira ser identificado, o dono desta habitação que começou a ser construída em maio de 2018, vai usufruir de piscina, ginásio e spa. 

Este prédio é considerado o ultrapremium Vanguard Properties, empresa gerida por Claude Berda, o novo dono da Herdade da Comporta. A empresa imobiliária tem-se destacado no mercado português pelos negócios luxuosos e os respetivos preços de transação.

Ao todo, foram construídos 20 apartamentos cujas tipologias variam entre dois e três quartos. No número 203 da Rua Castilho existem duas piscinas partilhadas, spa, solário, gestor de estilo de vida, serviços de portaria digital e estacionamento na garagem da habitação.

“Situada na costa do Atlântico, esta cidade portuária é uma capital relativamente pequena, com 548.000 habitantes, praias de areias douradas e 220 dias de sol por ano”, afirmou a BBC quando questionado sobre a razão de Lisboa ser o melhor local para trabalhar e para a diversão.

Ler mais
Recomendadas

“A Empresa das Índias”

Observador atento das convulsões económicas, sociais e ambientais, Erik Orsenna descreve-nos aqui os oito anos de preparação da viagem sonhada por Cristóvão Colombo. Lisboa é o pano de fundo e o sonho é ‘tocado’ a quatro mãos com o seu irmão Bartolomeu. Aqui fica a sugestão de leitura desta semana da livraria Palavra de Viajante.

Amarante tem nova identidade visual

‘Natureza Criativa’. Assim se chama a nova identidade daquela que era até agora a ‘princesa do Tâmega’. Captar investimento e atrair turismo são duas das opções estratégicas.

Museu do Prado contribui com 745 milhões de euros anuais para a economia espanhola

O contributo económico total representa 16 vezes o orçamento do museu e 48 vezes o apoio financeiro que recebe do Estado, que, em 2018, foi de 15,3 milhões de euros.
Comentários