Apenas oito vítimas de violência doméstica receberam subsídio do Estado (com áudio)

Os pedidos para estes subsídios foram pedidos por mulheres entre os 35 e os 62 anos, residentes nos distritos de Coimbra, Lisboa. Porto e Vila Real.

Apenas oito mulheres vítimas de violência doméstica receberam o subsídio e a licença de dez dias para mudarem de casa e reestruturaram a vida familiar no primeiro ano em que o apoio entrou em vigor, revela o “Jornal de Notícias”.

Os pedidos para estes subsídios foram pedidos por mulheres entre os 35 e os 62 anos, residentes nos distritos de Coimbra, Lisboa. Porto e Vila Real, de acordo com dados recolhidos pelo JN junto do Instituto da Segurança Social. Só entre janeiro e setembro, um total de 789 mulheres e 15 homens estavam em situação de acolhimento após serem vítimas de violência doméstica.

Este apoio do Estado entrou em vigor em novembro do ano passado e pode ser solicitado por vítimas de violência doméstica quando reconhecido o estatuto “pelas autoridades judiciárias ou órgãos de polícia criminal”. O mesmo prevê uma licença de dez dias e um apoio que varia consoante os rendimentos do requerente do pedido mas o valor mínimo está fixado em 14,62 euros.

Recomendadas

JE Notícias. Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo esta sexta-feira.

O Jornal Económico num minuto

O Jornal Económico desta semana já está disponível nas bancas de todo o país e na plataforma JE Leitor, para os nossos assinantes digitais.

Alemanha em mudança com foco no novo ministro das Finanças. Ouça o podcast “A Arte da Guerra” com Francisco Seixas da Costa

Do novo Governo da Alemanha ao divórcio entre eleitores e poder político na Argélia passando pelos conflitos entre Reino Unido e França com o Brexit pelo meio. Tensão é a palavra que marca esta edição do podcast do JE, que conta com a análise do embaixador Francisco Seixas da Costa.
Comentários