Apoio extraordinário de proteção social para trabalhadores. Saiba quem pode beneficiar

Ajuda é direcionada a trabalhadores por conta de outrem e também para trabalhadores independentes que tenham tido uma quebra de serviços prestados igual ou superior a 40%.

João Relvas/Lusa

O Governo publicou esta sexta-feira a portaria que regulamenta as condições e os procedimentos de atribuição do apoio extraordinário de proteção social para trabalhadores em situação de desproteção económica e social e que não tenham acesso a qualquer instrumento ou mecanismo de proteção social. Ajuda é direcionada a trabalhadores por conta de outrem e também para trabalhadores independentes que tenham tido uma quebra de serviços prestados igual ou superior a 40%.

Quem pode aceder? De acordo com a portaria, podem aceder ao apoio as pessoas que se encontrem em situação de desproteção económica e social e em situação de cessação de atividade como trabalhadores por conta de outrem, incluindo no serviço doméstico, resultante da epidemia SARS-CoV-2. Podem igualmente aceder ao apoio os trabalhadores independentes abrangidos pelo respetivo regime de segurança social que se encontrem em situação de desproteção económica e social e tenham tido uma quebra dos serviços habitualmente prestados igual ou superior a 40 %, resultante de paragem, redução ou suspensão da atividade laboral por efeito da epidemia SARS-CoV-2.

De acordo com a portaria, podem ainda requerer o apoio os trabalhadores independentes que se encontrem em situação de desproteção económica e social e que sejam beneficiários de um dos apoios previstos nos artigos 26.º, 28.º-A ou 28.º-B do Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março, quando o montante daqueles apoios seja de valor inferior ao do indexante dos apoios sociais (IAS) e desde que reúnam as condições previstas no presente diploma. Por fim, saiba que só podem aceder os residentes em território nacional.

Recomendadas

Orçamento do Estado 2021: saiba como pode afetar a sua carteira

O aumento do salário mínimo e a devolução de parte do IVA aos consumidores são algumas das medidas em discussão.

Sabe o que é o Regulamento Geral de Proteção de Dados?

Sempre que alguma entidade solicitar os seus dados pessoais, deve garantir que recebe uma informação sobre quem será a identidade responsável pelo tratamento dos seus dados, a finalidade desse tratamento, o destino dos dados e a duração do respetivo tratamento.

Empresas querem contratar em 2021 e trabalhadores admitem ter mais intenções de mudar de emprego

Embora a pandemia tenha levado muitos empregos, 75% das entidades empregadoras admitem que no próximo ano farão um reforço nos recursos humanos. Já maioria dos trabalhadores admite ter intenções de mudar de emprego, sendo que o salário é o fator que mais motiva esta mudança.
Comentários