Apollo Global Management vai comprar Tech Data por 4,9 mil milhões de euros

Os acionistas vão receber 130 dólares por ação.

A gestora de investimentos Apollo Global Management, através de fundos geridos pela sua afiliada Apollo Funds, vai comprar a Tech Data por 5,4 mil milhões de dólares (aproximadamente 4,9 mil milhões de euros). Os acionistas da empresa que vai ser adquirida vão receber 130 dólares por ação (em dinheiro), de acordo com a informação transmitida esta terça-feira ao mercado.

A Tech Data confirmou hoje que assinou o contrato definitivo para ser comprada pelos fundos geridos pela afiliada da Apollo Global Management e que o preço de compra representa um prémio de 24,5% sobre o médio ponderado de valor dos seus títulos, em 30 dias, fechado a 15 de outubro.

“Ao longo dos últimos 45 anos de história, a Tech Data cresceu e tornou-se um dos maiores e mais respeitados distribuidores de tecnologia do mundo. Este acordo reflete o progresso significativo que fizemos na nossa estratégia de oferecer mais valor e posiciona-nos num crescimento e sucesso contínuos ”, afirma Rich Hume, CEO da Tech Data.

Segundo o diretor-executivo da Tech Data, este investimento “proporcionará recursos adicionais” para acelerar a capacidade de trazer ao mercado produtos e soluções de tecnologia de que “o mundo precisa para conectar, crescer e avançar”. “A transação oferece um valor monetário significativo para os acionistas e cria oportunidades entusiasmantes aos nossos colegas, parceiros de canal e outros intervenientes importantes”, completa Charles Eddie Adair, membro do conselho de administração.

A operação deverá estar concluída no primeiro semestre de 2020 e, depois, a Tech Data tornar-se-á uma empresa de capital fechado e as ações ordinárias, que negoceiam no índice norte-americano Nasdaq, deixam de estar disponíveis ao público.

Os assessores deste negócio foram o Bank of America Securities, a Cleary Gottlieb Steen & Hamilton LLP, o Citibank, a J.P. Morgan, a Wells Fargo, a Wachtell, Lipton, Rosen & Katz e a Paul, Weiss, Rifkind, Wharton & Garrison LLP. Já o financiamento competiu ao Citi, J.P. Morgan, Wells Fargo, Barclays e RBC Capital Markets.

Ler mais
Recomendadas

IMT proíbe circulação de veículos ferroviários sem controlo de velocidade (Convel)

No início desta semana, administração da IP revelou que tem uma solução credível, proposta pela Critical Software. Órgão regulador do setor dos transportes “requereu uma avaliação urgente da viabilidade da solução e, caso viável, a consequente implementação igualmente urgente”.

NBA lança-se no mundo das apostas com o serviço NBABet Stream

Com a legalização das apostas desportivas nos EUA em 2018, a NBA torna-se a primeira grande liga desportiva dos EUA a atacar o mercado.

Siza Vieira sobre a possibilidade de adeptos nos estádios: “É mais importante que os jogos se realizem em segurança”

“É mais importante garantirmos a segurança de que as atividades se realizem sem percalços e com limitações do que permitir flexibilidade e depois ter de voltar atrás”, realçou o ministro à margem da conferência sobre o ‘Futebol Profissional e Economia Pós Covid-19’ que decorreu em Oeiras.
Comentários