‘App’ do Continente para fazer compras digitais cresceu 80% nas transações em março

Neste momento, a ‘app’ está disponível em 11 lojas Continente, em duas unidades Continente Modelo e em três superfícies Continente Bom Dia.

Continente

A ‘app’ ‘Continente Siga’, disponibilizada pela cadeia retalhista do Grupo Sonae para facilitar a rapidez das compras e diminuir o contacto dos clientes nos supermercados, registou um aumento de de 80% de transações em março, ou seja, desde o início da pandemia provocada pela Covid-19.

“Este projeto, que resulta de uma parceria com a Shelf.AI, auxilia o cliente quer na preparação da compra, porque permite criar listas no ‘smartphone’ – através de voz, texto e leitura de código de barras -, quer na compra propriamente dita, porque o cliente regista os próprios produtos utilizando a câmara do ‘smartphone'”, explica um comunicado do Continente.

Segundo essa nota, com a ‘app’ em questão, “no final, o cliente pode realizar o pagamento no telemóvel, com o ‘Continente Pay’, ou em caixas exclusivas nas lojas aderentes, podendo assim usufruir de uma compra verdadeiramente autónoma e sem filas”.

“Possibilita ainda a partilha das listas e dos carrinhos de compras com outros membros da família, em tempo real – reduzindo ainda mais o tempo necessário para fazer as compras. Os clientes podem ainda utilizar a ‘app’ para consultar as promoções e, ainda, para utilizar os cupões de desconto”, adianta o referido comunicado.

Neste momento, a ‘app’ está disponível em 11 lojas Continente, em duas unidades Continente Modelo e em três superfícies Continente Bom Dia.

“As lojas que disponibilizam a compra pela ‘app’ ‘Continente Siga’, que conta agora com mais de 120 mil utilizadores registados, têm verificado uma forte evolução na adesão a esta nova modalidade de fazer compras, principalmente nas últimas semanas”, destaca o comunicado da cadeia retalhista.

 

 

Recomendadas

Grupo DIA conclui aumento de capital de 1.028 milhões de euros

Segundo os responsáveis do grupo de distribuição, esta operação “dota a companhia de uma estrutura de capital ótima, pressupõe uma nova injeção de liquidez que acelerará o processo de transformação do Grupo DIA e elimina a situação de património líquido negativo em que se encontrava a companhia evitando, desta forma, que incorra em causa legal de dissolução”.

Bolt Market chega a Portugal depois de ronda de investimento de 600 milhões de euros

A empresa de mobilidade prepara-se para lançar um novo serviço de entregas de mercadorias depois de ter fechado uma nova ronda de investimentos. Avaliação da Bolt sobe para mais de quatro milhões de euros.

Jerónimo Martins aumenta vendas no primeiro semestre em 6,3%, para 9,9 mil milhões de euros

O EBITDA consolidado do grupo retalhista nacional cresceu 12,6% na primeira metade deste ano
Comentários