Apple perde designer do iPhone e iMac

Criou uma equipa à sua medida e pode-se dizer que sem ele, o iPhone, tal como o conhecemos, não existia. Jony Ive diz adeus à Apple depois de 30 anos na empresa. Trabalhou com Steve Jobs e fez a primeira chamada do primeiro iPhone.

A empresa tecnológica Apple anunciou que o chefe de design, Jony Ive, vai abandonar a empresa. Após 30 anos a colaborar com a empresa, Jony Ive foi um dos grandes responsáveis pelo iPhone e iMac como os conhecemos atualmente.

O desenhador vai abandonar a Apple para criar a sua própria empresa, mantendo ainda a empresa de Tim Cook como um dos principais clientes. A própria Apple reconheceu em comunicado oficial o trabalho de quem criou a sede Apple Park, localizada em Cupertino.

Trabalhou com Evans Hanky, vice-presidente de desenho industrial, Alan Dye, vice-presidente de desenho de interface humano, e com Jeff Williams, chefe de operações, que coordenou a criação do relógio Apple.

“Depois de 30 anos e incontáveis projetos, estou mais que orgulhoso pelo trabalho que temos feito para criar uma equipa, processo e cultura de desenho na Apple. Hoje estou mais forte, dinâmico e com mais talento que nunca na história da Apple”, revelou Jony Ive.

Tim Cook, por sua vez, revelou que “a Apple vai continuar a beneficiar do talento de Jony, trabalhando diretamente com ele em projetos exclusivos e através do trabalho de uma brilhante e apaixonada equipa de design que ele próprio criou”.

Recomendadas

PremiumRangel Pharma vai investir mais 12 milhões de euros

Após dez anos de atividade na logística farmacêutica, Nuno Rangel, CEO do Grupo Rangel, revela um plano de investimentos a cinco anos para quase duplicar a área de armazenagem e criar mais 130 empregos em Portugal.

PremiumCEO da Unicre: “Depois do Porto, estamos em conversas para pagamento ‘contactless’ nos transportes em Lisboa”

Pioneira nos cartões de crédito em Portugal, a Unicre lança um ‘rebranding’ para salientar a base digital, atrair clientes jovens e abrir portas a mercados internacionais, revela o presidente da empresa, João Baptista Leite.

PremiumTesla tem bateria de sobra para dar mais energia às ações

Em 2020, os títulos da Tesla já valorizaram mais 36%. Ao Jornal Económico, o banco de investimento Jefferies explica que a elétrica de Elon Musk tem muito mais para dar para além dos carros.
Comentários