Ardian condiciona trânsito em quatro autoestradas para melhorar infraestruturas

Segundo um anúncio publicado na imprensa, as obras irão condicionar o trânsito entre o passado dia 12 de outubro e 12 de novembro no caso no caso da A25; entre 12 de outubro e 30 de novembro na A13; e entre 12 de outubro e 12 de fevereiro de 2021 na A41 e na A42.

O fundo de investimento francês Ardian, detentor das concessões de autoestradas Ascendi, arrancou esta semana com intervenções de beneficiação do pavimento em quatro autoestradas da rede que gere em Portugal.

Segundo um anúncio publicado na imprensa, essas obras irão condicionar o trânsito em quatro autoestradas da Ascendi: entre o passado dia 12 de outubro e 12 de novembro no caso no caso da A25; entre 12 de outubro e 30 de novembro na A13; e entre 12 de outubro e 12 de fevereiro de 2021 na A41 e na A42.

“Para melhorar as condições de circulação realizaremos intervenções de beneficiação do pavimento em algumas autoestradas da nossa rede”, assegura o referido anúncio da Ascendi.

No caso da A41 e A42, “entre o nó de Alfena e o nó de Paços de Ferreira Este”. “A intervenção decorrerá entre 12 de outubro e 12 de fevereiro de 2021, das 21 horas às sete horas, e implicará alguns basculamentos e condicionamentos de tráfego nos dois sentidos deste troço”, explica o anúncio em questão.

A 41, também conhecida como CREP – Circular Regional Exterior do Porto, tem uma extensão de 62 quilómetros e liga Matosinhos a Alfena.

Por seu turno, a A42, também designada Autoestrada do Grande Porto, tem uma extensão de cerca de 20 quilómetros, e liga Alfena a Felgueiras.

“Na A13, entre o nó da EN110/Atalaia e o nó da EN110/Santa Cita. A intervenção decorrerá entre 12 de outubro e 30 de novembro, das 21 horas às sete horas, e implicará alguns condicionamentos de tráfego no sentido sul/norte deste troço”, adianta o referido anúncio.

A A13, integrada na Autoestrada do Pinhal Interior, tem uma extensão de cerca de 149 quilómetros e liga a Marateca a Almeirim.

Por fim, “na A25, entre o nó de Carvoeiro e o nó de Vilar Formoso”. “A intervenção decorrerá entre 12 de outubro e 12 de novembro, das oito horas às 18 horas e das 21 horas às sete horas, e implicará alguns condicionamentos de tráfego no sentido Carvoeiro/Vilar Formoso”, explica o anúncio em questão.

A A25, ou Autoestada das Beiras Litoral e Alta, tem uma extensão de cerca de 199 quilómetros, e liga Aveiro a Vilar Formoso, junto à fronteira com Espanha.

A Ascendi assegura que “os condicionamentos e desvios estarão devidamente assinalados no local” e recomenda que os automobilistas partam “com maior antecedência” e que circulem “com maior precaução para chegar ao seu destino em segurança”.

Recorde-se que a Mota-Engil e o Novo Banco, anteriores acionistas, iniciaram a venda da Ascendi ao fundo de investimento Ardian no começo de 2017.

Ler mais
Recomendadas

“Sobreviver a Pão e Água”. “Centenas” de membros do movimento dispostos a regressar à greve de fome se Governo não aprovar medidas exigidas

Movimento diz que Governo disse que iria apresentar em breve várias das medidas por si exigidas. Se até dia 11 de dezembro, não apresentar as restantes medidas ameaçam que com o regresso à greve de fome em frente ao Parlamento e por todo o país, com “mais de uma centena de pessoas”.

Sindicato denuncia que Ryanair se prepara para despedir 23 tripulantes no Porto enquanto abre processo de recrutamento

O SNPVAC denuncia que, ao mesmo tempo que a companhia aérea avança para o despedimento coletivo, já está a realizar cursos para novos tripulantes “violando grosseiramente o Código de Trabalho”, segundo o sindicato.

Costa adia anúncio de medidas de apoio para as rendas do comércio e da restauração

A 21 de novembro, o primeiro-ministro anunciou que as medidas de apoio para as rendas de lojas e restaurantes seria anunciada nos dias seguintes. Passados 15 dias, o Governo ainda não anunciou os apoios e adiou para a próxima semana.
Comentários