Atenção. GNR está na estrada a fiscalizar a circulação. É melhor manter-se à direita

Quem não circula nas via da direita pode sujeitar-se a uma multa que pode ir dos 60 aos 300 euros e arrisca-se a ficar inibido de conduzir por um período de dois meses a dois anos, perdendo quatro pontos na carta de condução.

Começa esta segunda-feira mais uma operação de fiscalização da Guarda Nacional Republicana (GNR), desta vez focada em combater a circulação abusiva pela vias do meio e da esquerda, quando não há trânsito na faixa de rodagem da direita.

Até dia 2 de abril, as autoridades vão fiscalizar a circulação rodoviária nas autoestradas e em vias reservadas a automóveis e motociclos. Esta ação de sensibilização, trata-se de uma segunda fase da operação Via Livre, que se prolongou até este domingo, dia 26.

Em comunicado, a GNR relembra aos mais incautos que “a prática da circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda sem que exista tráfego nas vias mais à direita, para além de constituir infração ao Código da Estrada, causa constrangimentos à segurança rodoviária e à fluidez de tráfego”, podendo potenciar outras infrações por parte dos condutores.

O Código da Estrada considera como infração muito grave a circulação nas vias da esquerda e do meio, punível por lei. Quem não circula nas via da direita pode sujeitar-se a uma multa que pode ir dos 60 aos 300 euros e arrisca-se a ficar inibido de conduzir por um período de dois meses a dois anos, perdendo quatro pontos na carta de condução.

Recomendadas

Portugal não tem uma estratégia contra a corrupção, acusa Associação Transparência e Integridade

João Paulo Batalha falava à agência Lusa a propósito do último relatório do Grupo de Estados contra a Corrupção (GRECO), que coloca Portugal, no final de 2019, numa lista de 15 países com baixo nível de cumprimento das recomendações anticorrupção dirigidas a deputados, juízes e procuradores.

Alemanha levanta restrições de viagem para Portugal e maioria dos países europeus a partir de 15 de junho

Governo de Angela Merkel quer que países cumpram diretrizes suas para permitir as viagens sem restrições, e vai desaconselhar viagens para o Reino Unido devido à quarentena obrigatória de 14 dias. Berlim e Lisboa estão em “discussões adiantadas” para criar corredor aéreo turístico entre os dois países, disse o Governo português na terça-feira.

Google processada em 4,5 mil milhões por recolher dados pessoais em modo privado no Chrome

A ação coletiva sugere que milhões de utilizadores do Google que navegam na Internet em modo privado desde o dia 1 junho de 2016, continuam a ser alvo de recolha de informação por parte da tecnológica mesmo sem o seu consentimento
Comentários