Autoridades registam 63 surtos de covid-19 ativos em escolas

“Segundo a informação que a Direção-geral da Saúde nos reporta haverá 63 escolas com surtos ativos no país”, disse Marta Temido, na conferencia de imprensa de atualização de informação relativa à infeção pelo novo coronavírus.

As autoridades de saúde têm identificadas no país 63 escolas com surtos ativos de covid-19, revelou hoje a ministra da Saúde, sublinhando que a estratégia passa por não encerrar estabelecimentos de ensino.

“Segundo a informação que a Direção-geral da Saúde nos reporta haverá 63 escolas com surtos ativos no país”, disse Marta Temido, na conferencia de imprensa de atualização de informação relativa à infeção pelo novo coronavírus.

A ministra foi questionada sobre o encerramento hoje das escolas dos agrupamentos de Borba e Vila Viçosa, no distrito de Évora, devido aos casos de covid-19 e se tal também vai acontecer nos estabelecimentos de ensino de Lousada, Felgueiras e Paços de Ferreira, onde o aumento do número de casos mereceu medidas especiais anunciadas na quinta-feira pelo Governo.

A governante explicou que a decisão das autoridades de saúde pública é “médica e tomada em função de um determinado contexto”.

“Relativamente a Felgueiras, Paços de Ferreira e Lousada a decisão não foi o encerramento de escolas porque o que nós queremos controlar é uma disseminação da infeção em termos de outros contextos. A disseminação está muito associada a outros contextos que não são especificamente o trabalho ou a escola”, afirmou.

Marta Temido salientou também que não faz parte da estratégia “encerrar escolas a não ser em casos extremos, algo que a Organização Mundial da Saúde tem apelado”.

Portugal contabiliza hoje mais 31 mortos relacionados com a covid-19 e 2.899 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim hoje divulgado, desde o início da pandemia de covid-19 Portugal já contabilizou 112.440 casos confirmados e 2.276 óbitos.

Ler mais
Recomendadas

Colégios privados reservam-se ao direito de darem aulas online durante pontes dos feriados

A Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) emitiu um comunicado a esclarecer que os colégios privados estão no seu direito de darem aulas online nos dias que antecedem os feriados, apesar da proibição das escolas abrirem fisicamente.

Estabelecimentos de ensino com 94 surtos ativos e 814 infetados por Covid-19, revela DGS

Graça Freitas alertou ainda que ao nível dos surtos, a norte pode haver subnotificação de surtos, tendo em conta que esta região continua a ser a mais assolada por infeções.

“Não constituem a resposta que se esperaria”. FNE critica medidas anunciadas pelo Governo

Federação Nacional da Educação critica a “indisponibilidade para o diálogo” e a “falta de transparência” do Ministério da Educação, que acusa de teimar em não divulgar dados concretos sobre “a real dimensão” do problema no setor.
Comentários