Autovoucher: saiba onde pode abastecer com direito a desconto

O reembolso é feito de uma só vez, após o primeiro consumo mensal. Programa dura até março. Consulte aqui a lista de postos aderentes.

Entra hoje em vigor o programa ‘Autovoucher’ que visa conceder um desconto de 10 cêntimos por litro nos primeiros 50 litros mensais que os condutores abasteçam, que garante um desconto mensal de cinco euros aos condutores.

Quem abastecer a partir de hoje já vai ter direito a este desconto, com o reembolso a ser feito de uma só vez, após o primeiro consumo mensal, disse fonte oficial do ministério das Finanças ao JE.

Os consumidores beneficiários elegíveis são os aderentes ao programa “IVAucher”. Quem tiver já aderido a este programa, é automaticamente elegível para utilizar o “AUTOvoucher”.

“Após o primeiro consumo do mês num posto de abastecimento de combustível aderente, independentemente do seu valor, o desconto total será reembolsado na conta bancária do contribuinte, no prazo máximo de dois dias úteis”, segundo a tutela.

O valor do desconto que não for utilizado num determinado mês, “por um consumidor que esteja registado, transita para os meses seguintes, podendo assim os consumidores acumular saldo para utilização no futuro”.

Quem ainda não tiver aderido a este programa, pode ainda efetuar o seu registo na plataforma IVAucher, registando o seu número de identificação fiscal e os seus cartões bancários.

Neste momento, cerca de dois terços dos postos de abastecimento de combustíveis do continente e regiões autónomas já aderiram a este programa, “estando já assegurada uma cobertura na esmagadora maioria dos concelhos, sendo expectável que este número continue a crescer nas próximas semanas”.

A lista de postos aderentes pode ser consultada nesta página. 

Os postos aderentes podem ser identificados através do selo Autovoucher.

 

Recomendadas

PremiumPreço dos fretes subiu 1.000% em algumas rotas

A subida a pique do custo de transporte em contentores nas rotas da China para o Mediterrâneo e Norte da Europa reflete a disrupção das cadeias globais de logística e demorará algum tempo a estabilizar.

Salários até 710 euros por mês ficam isentos de retenção na fonte. Governo atualiza tabelas de IRS (com áudio)

Ministério das Finanças mostrou que o ajustamento das retenções na fonte vai abranger um maior número de contribuintes que fica isento do pagamento de impostos. 

Leia aqui o Jornal Económico desta semana

Leia todas as edições do Jornal Económico, na plataforma JE Leitor. Aproveite as nossas ofertas para assinar o Jornal Económico. Apoie o jornalismo independente.
Comentários