Avião da TAP com destino a Luanda obrigado a fazer escala no Congo

A companhia aérea nacional defende que o espaço aéreo angolano estava encerrada à hora que aquela ligação para Luanda estava a ser efetuada.

Foto Cedida/ A. Doumenjou

Um avião da TAP, que partiu este sábado de Lisboa com destino a Luanda, foi obrigado a fazer escala na República Democrática do Congo por causa do encerramento temporário do espaço aéreo angolano, revelou à Lusa fonte da empresa portuguesa.

Em causa esteve o voo TP287, com partida de Lisboa às 12h20 e chegada a Luanda prevista às 21h05 locais, tendo sido desviado para o aeroporto Pointe-Noire, na República Democrática do Congo, onde aterrou às 22h05 locais, segundo informação disponibilizada na página oficial da TAP.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da transportadora portuguesa referiu que foi necessário fazer uma escala no Congo devido ao “encerramento temporário do espaço aéreo angolano” e que, cerca das 23h30, já estaria em curso a viagem de ligação até Luanda.

Recomendadas

Gosta de festivais e acha que até sabe vender bilhetes? Isso pode levá-lo aos bastidores

A startup britânica Verve lançou-se esta quinta-feira no mercado nacional e está trabalhar com festivais como o Lisb-On, o RFM Somnii ou o Festival Forte. Os fãs de música e concertos podem, assim, ser também vendedores e marketeers e, depois, ganhar vales de refeições e bebidas, t-shirts, entradas nos bastidores, entre outros.

Quem paga a conta dos serviços gratuitos?

As transferências imediatas de pequenos montantes gratuitas representam mais custos e menos receita para os bancos, que não querem ficar com os custos de um serviço de uma marca que não é deles.

Uma Faixa, uma Rota, uma oportunidade, uma ameaça

A “Nova Rota da Seda” já conta com 129 países, incluindo Portugal. Ainda não sabemos ao certo que infraestruturas serão desenvolvidas, além da rede 5G da Huawei em parceria com a Altice, mas importa estarmos atentos.
Comentários