Banco angolano Keve divulga lista de devedores

Na tabela está Eliseu Gaspar, vice-presidente da Associação Industrial de Angola e a empresa DISTRAL, ligada ao empresário e antigo presidente da Federação Angolana de Futebol, Armando Augusto Machado.

O Banco Keve emitiu um pedido de comparência e divulgou esta sexta-feira uma lista com os nomes de 57 clientes singulares e 41 empresas para que se dirijam à Direção Jurídica e ao Gabinete de Monitorização e Recuperação de Crédito no horário normal de expediente. O banco angolano determina um prazo de oito dias úteis a contar da data da publicação do anúncio hoje, 13 de setembro de 2019.

Entre os devedores singulares, o destaque vai para Eliseu Gaspar, vice-presidente da Associação Industrial de Angola e empresário da Lunda Norte e a empresa DISTRAL Lda, ligada ao empresário e antigo presidente da Federação Angolana de Futebol, Armando Augusto Machado, e ao empresário Miguel Tropa.

O jornal “Mercado” tentou várias vezes obter esclarecimentos através dos contactos telefónicos dos visados, mas sem sucesso até à conclusão da peça.

A divulgação da lista do Banco Keve surge duas semanas depois de o BPC ter publicado na mesma página do Jornal de Angola, ocupando o mesmo espaço, uma lista de 160 empresas com dívidas por regularizar no maior banco público.

O Banco Keve adotou a medida de recuperação coerciva do crédito vencido depois de ter registado um prejuízo de 2 mil milhões kwanzas (Kz) no ano passado e acumular um crédito malparado que mais que duplicou em um ano, tendo saído de 10 mil milhões Kz em 2017 para 21,1 mil milhões Kz em 2018, o que obrigou a constituir imparidades no valor de 22,1 mil milhões Kz em 2018, quando no período homólogo as imparidades estavam avaliadas em 11,8 mil milhões Kz.

Embora o crédito vencido tenha registado uma evolução acima dos 100%, o relatório e contas do banco referente a 2018 demonstra que o sector empresarial público reduziu a sua dívida no banco de 577,5 milhões Kz em 2017 para 491 milhões Kz em 2018. Os particulares são os maiores devedores do Banco Keve. Incluindo as imparidades, o Banco Keve conta com um crédito vencido estimado em 71,8 mil milhões Kz.

Fonte do banco esclareceu que o critério para a escolha e publicação dos nomes dos clientes devedores foi definido pela administração e pelo gabinete de recuperação de crédito vencido. “Não estou completamente por dentro. Vou ter de ligar ao diretor de recuperação. Mandara-nos a lista e pediram-nos para publicar”, disse fonte do banco.

Ler mais
Recomendadas

CFP alerta para impacto “desconhecido” no capital do Novo Banco da litigância com o Fundo de Resolução

No relatório “Perspetivas económicas e orçamentais 2020-2022”, o CFP diz que “existe um risco adicional para as finanças públicas caso o rácio de capital total do Novo Banco se situe abaixo do requisito estabelecido pelas autoridades de supervisão”. Nesta situação, o Estado Português poderá ter de disponibilizar fundos adicionais de forma a que o banco cumpra os requisitos regulatórios. É a chamada Capital Backstop que foi autorizada por Bruxelas para casos “extremos”. O CFP alerta para incógnita sobre o impacto no capital do banco do diferendo na contabilização das IFRS 9.

Extensão das moratórias até 31 de março de 2021 vai hoje a Conselho de Ministros

Proposta das Finanças prevê extensão das moratórias públicas até março de 2021 e o alargar os créditos que poderão beneficiar do regime, como créditos para segunda casa e crédito ao consumo para financiar educação.

Banco Mundial alerta para falta de fundos para os mais pobres

Para David Malpass, o efeito devastador da pandemia na economia mundial é muito superior aos 5 biliões de dólares de riqueza destruída apontados numa primeira estimativa de danos.
Comentários