Banco Best faz parceria com a gestora de ativos Sixty Degrees para lançar PPR

O fundo Sixty Degrees PPR/OICVM Flexível é um fundo de investimento de Poupança Reforma (PPR), sem garantia de capital.

O Banco Best anunciou em comunicado a estreia da comercialização do Fundo PPR da Sixty Degrees. Esta comercialização resulta de uma parceria com a gestora de ativos Sixty Degrees.

A Sixty Degrees é uma sociedade gestora de Organismos de Investimento Coletivo independente e 100% portuguesa.

O fundo Sixty Degrees PPR/OICVM Flexível é um fundo de investimento de Poupança Reforma (PPR), sem garantia de capital, que contará com subscrições e resgates diários, “com mínimo de subscrição de 250 euros, em primeira mão para os Clientes do Best. Este fundo tem ainda a vantagem de permitir investimentos automáticos a partir de 25 euros por mês”.

O fundo “destina-se a investidores com uma perspetiva de valorização do seu capital no médio e longo prazo, tendo como objetivo principal proporcionar aos seus participantes o acesso a uma carteira diversificada de ativos maioritariamente constituída por ações, obrigações de Estados e Empresas (Investment Grade e High Yield), instrumentos de mercados monetários, mercadorias e fundos cotados, com ou sem exposição cambial ,sendo a sua política de investimentos baseada em critérios de potencial valorização a médio e longo prazo e de diversificação das fontes de risco”, refere o banco online do Grupo Novo Banco.

O Fundo Sixty Degrees distingue-se como “o único fundo que junta os benefícios fiscais dos PPRs com a gestão dinâmica que procura beneficiar das melhores oportunidades em todas as classes de ativos com uma monitorização constante do perfil de risco”, diz o Best em comunicado.

Recomendadas

Poupar ou investir? Saiba como gerir o reembolso do IRS. Veja o “Economize”, programa de finanças pessoais

Acompanhe o “Economize” na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

Saiba algumas das medidas aprovadas para reagendamento de eventos

Tem bilhete para um festival ou espectáculo de Verão? Saiba que foram aprovadas novas medidas que contemplam os casos especiais de reagendamento de eventos inicialmente marcados para 2020 e, que, face à evolução da pandemia apenas ocorram em 2022, bem como espetáculos em 2021. Mas, e porque a DECO está preocupada com os direitos e […]

“Desigualdade nas comissões bancárias não preocupa Provedoria de Justiça”, diz Deco

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) alerta que a  lei que proíbe a cobrança de comissões pelo processamento de prestações de crédito discrimina milhões de consumidores. Treze milhões de contratos de crédito ficam de fora das novas regras. Deco diz que denunciou esta desigualdade à Provedoria de Justiça, mas que não foi ouvida.
Comentários