Banco Best já tem uma assistente digital a atender os clientes que se chama BEA

A BEA Best Electronic Assistant é assim um chatbot, assente em inteligência artificial, que responde às questões dos utilizadores sobre produtos e serviços. “A digitalização e a inovação fazem parte do ADN do Banco Best”, recorda Madalena Torres, CEO do Best.

A nova assistente do Banco Best  é um chatbot e chama-se BEA. O que é um chatbot?  É um programa de computador que tenta simular um ser humano na conversação com as pessoas.

A BEA Best Electronic Assistant é assim um chatbot, assente em inteligência artificial, que responde às questões dos utilizadores sobre produtos e serviços. “Com personalidade, fala com os Clientes num tom descontraído para tornar a experiência bancária mais interessante”, diz o banco digital do Novo Banco.

“A digitalização e a inovação fazem parte do ADN do Banco Best. A disponibilização da BEA Best Electronic Assistant, a nova assistente digital do Best, é o reflexo desse posicionamento de vanguarda e significa um passo à frente na oferta de soluções inovadoras que simplificam o acesso à informação por parte dos utilizadores e clientes”, destaca Madalena Torres, CEO do Best.

Esta nova ferramenta já está disponível no Website do Banco Best, bastando clicar no canto inferior direito “A Bea responde” para iniciar uma conversa e começar a tirar dúvidas sobre produtos e serviços do Banco.

Recomendadas

António Simões sai do banco britânico HSBC depois de quebra nos lucros de 53%

O gestor português que liderava a banca privada chegou a ser apontado à liderança do HSBC, mas acabou por sair no âmbito da reestruturação que provocou o despedimento de 35 mil pessoas.

Julius Baer envolvido em casos de corrupção com a PVDSA e FIFA

“Os procedimentos, agora concluídos, descobriram que o Julius Baer incumpriu com as obrigações relativas ao combate ao branqueamento de capitais e com o seu dever de pôr em prática políticas de gestão de risco apropriadas, o que constitui uma infração grave da lei dos mercados financeiros”, frisou, o supervisor financeiro suíço, a FINMA

Banco central chinês reduz taxa de juros para aliviar impacto económico do surto

Os credores chineses reduziram esta quinta-feira a taxa de juros base em 0,1 ponto percentual, numa altura em que o país enfrenta o surto do coronavírus Covid-19, que levou ao encerramento de vários negócios.
Comentários