Banco Credibom relança programa para startups e PME e oferece 5.000 euros

As candidaturas à segunda edição do “Start & Pulse” decorrem até ao próximo dia 14 de julho. O vencedor receber um prémio monetário para suportar o desenvolvimento do projeto de experimentação.

As inscrições para a segunda edição do programa do Credibom de apoio a Pequenas e Médias Empresas (PME), startups/microempresas, projetos universitários e Investigação & Desenvolvimento Tecnológico (I&DT) estão abertas e decorrem até ao próximo dia 14 de julho.

A instituição bancária de crédito ao consumo detido pelo grupo Crédit Agricole Consumer Finance irá depois selecionar uma série de projetos para fase de experimentação, que terão hipótese de desenvolver uma prova de conceito com a empresa e, posteriormente, poderá ser testada pelos seus clientes e/ou parceiros. O vencedor irá receber um prémio de 5.000 euros para ajudar a financiar o desenvolvimento do projeto de experimentação e, mais tarde, poderá apresentá-lo através de um pitch.

Com a nova edição pretende essencialmente responder aos seguintes desafios: Big Data e análise de dados; inteligência artificial e machine learning; metodologias de design aplicadas à experiência do utilizador e agregação de diferentes tecnologias num interface de utilizador único; automatização dos processos de gestão documental com leitura e extração de informação dos documentos; transformação digital e automatização dos nossos processos operacionais; e processos digitais de identificação e contratação dos clientes.

Desta vez o “Start & Pulse” terá um roadshow pelas cidades de Coimbra, Leiria, Lisboa e Porto e contará com o apoio da TICE.PT – Pólo das Tecnologias de informação, Comunicação e Eletrónica de Aveiro, uma organização que integra 10 associações, sete instituições de ensino superior e de formação profissional, sete institutos de I&DT e ainda 60 empresas.

Recomendadas

Comissões arrecadadas pelos bancos subiram 40 milhões de euros e superaram 1.500 milhões em 2019

O parlamento debate esta quinta-feira 11 propostas de Bloco de Esquerda, PCP, PS, PAN e PSD sobre comissões bancárias, como limitar as comissões cobradas pelos bancos em meios de pagamento como MB Way, em declarações relacionadas com contratos de créditos e alterações unilaterais de contratos de crédito.
Nikolay Storonsky e Vlad Yatsenko, fundadadores da Revolut

Ronda de financiamento avalia Revolut em mais de cinco mil milhões de euros

A Revolut levantou 462 milhões de euros na ronda de financiamento série D, onde obteve uma avaliação de 5,08 mil milhões, numa altura em que o banco digital prossegue os esforços para passar a conceder crédito em todos os mercados em que opera. No entanto, ainda não tem data definida para o fazer.

Banco de Portugal vai sujeitar diretores do risco, compliance e auditoria ao ‘Fit & Proper’

Está em consulta pública até ao final de março um projeto de alteração de Aviso do Banco de Portugal que vai rever os requisitos aplicáveis em matéria de governo interno dos bancos. Entre as principais novidades introduzidas pelo regulador, destaca-se o alargamento do processo de avaliação e adequação dos diretores do risco, de compliance e de auditoria interna, e um relatório anual de autoavaliação dos bancos sobre o cumprimento das regras de controlo interno.
Comentários