Banco de Portugal não renova recomendação aos bancos sobre distribuição de dividendos

O BdP acaba com a suspensão de dividendos ou de prémios aos gestores, mas pede aos bancos que assegurarem que são retidos capitais próprios suficientes para fazer face a uma possível deterioração da qualidade dos ativos.

O Banco de Portugal (BdP) emitiu esta sexta-feira uma comunicação às instituições sob sua supervisão anunciando que não vai renovar a recomendação emitida anteriormente, que vigora até 30 de setembro, de que se abstivessem de realizar ou limitassem as distribuições de dividendos e a recompra de ações ordinárias.

O BdP recomendou antes também a aplicação de um conjunto de medidas mais restritivas no que respeita à atribuição e ao pagamento da componente variável de remuneração, ou seja prémios aos gestores.

“O Banco de Portugal informa que as referidas recomendações não serão estendidas para além do seu término da vigência, em linha com abordagem adotada pelo Banco Central Europeu para as instituições significativas, no contexto do Mecanismo Único de Supervisão e pelo Comité Europeu de Risco Sistémico”, refere a instituição liderada por Mário Centeno.

O supervisor nacional diz ainda que “em todo o caso, é fulcral que as instituições mantenham uma abordagem prudente nas distribuições de dividendos e na atribuição e pagamento de remunerações variáveis, conforme decorre da legislação e da regulamentação aplicável e tendo em conta os impactos decorrentes da pandemia que se possam ainda materializar, nomeadamente os relativos aos riscos de crédito”.

Em particular, diz o BdP, as instituições devem ter em conta “os impactos de eventuais distribuições nas projeções de fundos próprios e demonstrar capacidade de cumprimento sustentado e prospetivo dos requisitos de fundos próprios”.

“Essa avaliação deve ter por base projeções prudentes e assegurar que são retidos capitais próprios suficientes para fazer face a uma possível deterioração da qualidade dos ativos e preservar o financiamento à economia”, alerta o Banco de Portugal.

“No âmbito do acompanhamento regular das instituições supervisionadas, o Banco de Portugal continuará a monitorizar as distribuições planeadas pelas instituições e tomará as medidas de supervisão que se revelem necessárias nessa matéria”, conclui o BdP.

Recomendadas

Liberty lança canal de venda direta de seguros automóvel em Portugal (com áudio)

A Génesis by Liberty Seguros é a marca de seguro direto criada para o ramo automóvel, cerca de um ano depois de ter anunciado um investimento de 100 milhões de euros em tecnologia para operar o seu negócio na cloud pública.

Ricciardi admite criar banco para “regenerar o nome da família Espírito Santo” (com áudio)

“A família Espírito Santo era conhecida em todo o lado, o melhor nome da banca portuguesa foi destruído. Se conseguir começar a fazer a sua regeneração, para que as gerações seguintes o desenvolvam, partirei desta vida com a consciência tranquila de que fiz tudo o que podia”, disse Ricciardi ao “Público”.

Medidas de apoio ao capital dos bancos na pandemia geraram 63 milhões de crédito

Um estudo do Parlamento Europeu, com base em dados recolhidos de 27 grupos bancários em dez Estados-membros da UE, mostra que as medidas temporárias de reforço do capital da banca na pandemia gerou 63 mil milhões de euros de crédito adicional.
Comentários