Banco Montepio inaugurou em Abraveses o primeiro balcão de proximidade

Com esta abertura, o Banco inicia a criação de uma rede de balcões de proximidade e conveniência, em zonas menos urbanas, para servir populações que em muitos casos não têm acesso a quaisquer serviços bancários. Depois da abertura de Abraveses, e até ao final de maio, serão inaugurados os balcões de Avanca (Estarreja), Pedras Salgadas (Vila Pouca de Aguiar), Fão (Esposende), Ferro (Covilhã), Ferreira do Alentejo e Oiã (Oliveira do Bairro).

O Banco Montepio inaugurou o primeiro balcão de proximidade em Abraveses, distrito de Viseu.

Com esta abertura, o Banco inicia a criação de uma rede de balcões de proximidade e conveniência, em zonas menos urbanas, para servir populações que em muitos casos não têm acesso a quaisquer serviços bancários, diz o banco liderado por Dulce Mota e Carlos Tavares

O banco que este ano celebra os 175 anos, diz que a agência de Abraveses, numa zona periurbana e rural, pode servir uma população de cerca de 20 mil pessoas, e conta com dois colaboradores, gerência partilhada, horário diferenciado – das 10h às 17h, com encerramento à hora de almoço – “para ir ao encontro das necessidades das populações, e oferece os mesmos serviços de qualquer outro balcão do Banco Montepio”, diz o banco.

Depois da abertura de Abraveses, e até ao final de maio, serão inaugurados os balcões de Avanca (Estarreja), Pedras Salgadas (Vila Pouca de Aguiar), Fão (Esposende), Ferro (Covilhã), Ferreira do Alentejo e Oiã (Oliveira do Bairro).

“Esta rede de balcões de proximidade concretiza um dos pilares do Plano de Transformação e reforça o posicionamento do Montepio como um banco universal que quer estar cada vez mais perto dos portugueses: famílias, empresas e instituições do setor social”, refere o banco da Associação Mutualista.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Lista secreta de devedores da banca deverá ser hoje divulgada de forma agregada, sem nomes e créditos individuais

Só deverão ser divulgados dados agregados, não individualizando devedores e respectivas operações dos sete bancos que receberam ajudas públicas nos últimos 12 anos. Valor total de créditos concedidos e valor agregado de perdas deverão ser hoje conhecidos.

Lone Star diz que Novo Banco quer reduzir para metade o rácio de malparado até 2020

O chairman do Novo Banco, Byron Haynes, deu uma entrevista à Reuters, onde diz que quer acelerar a redução do crédito malparado através de vendas e diz que há muito interesse nas duas carteiras que o banco tem atualmente no mercado. Referindo-se aos portfólios Nata 2 e ao Sertorius.

Citigroup aumenta lucros e supera estimativas dos analistas

O total de empréstimos do terceiro maior banco dos Estados Unidos teve um crescimento de 3%, para 617 mil milhões de euros, enquanto os depósitos aumentaram 5%, para perto de mil milhões de euros.
Comentários