Banco Mundial tem 200 mil milhões para combater alterações climáticas

Um investimento de 200 mil milhões de dólares vai ser feito pelo Banco Mundial para ajudar os países a combaterem as alterações climáticas. “Os mais pobres e mais vulneráveis do mundo correm maior risco com as alterações climáticas”.

O presidente do Banco Mundial anunciou hoje, 3 de dezembro, durante o COP-24, a decorrer em Katowice, Polónia que o Banco Mundial vai investir 200 mil milhões de dólares para apoiar países a combater as alterações climáticas entre 2021 e 2025.

Jim Yong Kim, dirigente da instituição financeira mundial, afirmou que ”os mais pobres e mais vulneráveis do mundo correm maior risco com as alterações climáticas”, e pediu à comunidade global que siga a sua liderança. ”Estamos a esforçarmo-nos para fazer mais e ir mais além na luta contra as alterações climáticas e pedimos à comunidade global que faça o mesmo. Isto trata-se de colocar os países e as comunidades encarregues de construir um futuro mais seguro e mais resistente às mudanças climáticas ”, vincou.

Os chefes de Estado de cerca de 200 países juntam-se a partir desta segunda-feira, na Polónia, para discutir os resultados do Acordo de Paris (assinado em 2015) e alertar para a falta de ação de algumas nações. A 24ª Conferência da Convenção-Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas decorre até dia 14 de dezembro.

Ler mais
Relacionadas

“Estamos em grandes apuros. Não estamos a fazer o suficiente”. Guterres alerta para as alterações climáticas

“Este é o desafio sobre o qual os líderes desta geração serão julgados.” O desafio são as alterações climáticas, o autor da declaração é António Guterres durante a Cimeira do Clima, a COP24, em Katowice, Polónia.

Financiamento ligado às alterações climáticas subiu 28% para 35,2 mil milhões, anuncia BAD

“Do total do ano passado, 27,9 mil milhões de dólares, representando 79%, foi dedicado a projetos de mitigação das alterações climáticas que pretendem reduzir emissões nocivas e abrandar o aquecimento global”, anunciou hoje o Banco Africano de Desenvolvimento.

Centenas de milhares de milhões de dólares é quanto os EUA vão pagar face às alterações climáticas

“Com o crescimento contínuo das emissões a taxas histórias, as perdas anuais em alguns setores económicos podem chegar às centenas de mil milhões de dólares até o final do século – mais que o atual produto interno bruto (PIB) de alguns estados norte-americanos”, diz o relatório.
Recomendadas

Quanto é que polui uma central elétrica? Agora já é possível saber

Uma empresa de inteligência artificial, sem fins lucrativos, chamada WattTime vai usar imagens satélite para rastrear a poluição do ar (incluindo as emissões de carbono) provocada por todas as centrais de energia do mundo e em tempo real.

Poluição do ar causa danos da cabeça aos pés. Crianças são as mais vulneráveis

Uma nova análise abrangente da poluição do ar encontrou danos da cabeça aos pés, incluindo demência, doenças cardíacas e pulmonares, problemas de fertilidade e redução da inteligência.

Quercus: Atingir as metas da reciclagem “é uma tarefa quase impossível”

Quercus pede “mais e melhor educação e informação” e apela aos candidatos das eleições europeias para integrarem as preocupações com a reciclagem, separação do lixo nos programas eleitorais.
Comentários