Crédito à habitação cresceu 1,3% em março para 952 milhões

Este valor representa um crescimento face ao mês de fevereiro que tinha registado 915 milhões de euros.

No mês de março os bancos portugueses disponibilizaram 952 milhões de euros para a compra de casa, de acordo com uma nota de informação divulgada pelo Banco de Portugal esta terça-feira, 12 de maio. Este valor representa um crescimento face ao mês de fevereiro que tinha registado 915 milhões de euros.

Já as verbas para consumo e outros fins totalizaram 421 e 240 milhões de euros, respetivamente o que significou uma descida face aos 469 e 248 milhões de euros, verificados no mês anterior, respetivamente. Por sua vez, a taxa de juro média dos novos empréstimos concedidos a sociedades não financeiras foi diminuiu 4 pontos base (pb) face a fevereiro, para 2,10%, atingindo um novo mínimo histórico.

A taxa de juro das operações acima do um milhão de euros foi de 1,68% (1,75% em fevereiro) enquanto as operações abaixo do mesmo valor foi de 2,42%, o que representou um aumento entre as duas taxas face ao mês anterior (2,49%).

Nas novas operações de crédito a particulares para habitação, a taxa de juro média diminuiu quatro pontos base (pb) para 1,02%. No crédito ao consumo e para outros fins, as taxas de juro médias foram, respetivamente, de 6,67% e 3,67%, que comparam com 6,84% e 3,88%, registados em fevereiro.

Já a taxa de juro média dos novos depósitos até um ano de sociedades não financeiras permaneceu nos 0,05%, uma situação idêntica aos depósitos de particulares, onde a taxa se manteve nos 0,07%.

Recomendadas

Processamento de vistos nacionais volta a estar disponível

O Ministério dos Negócios Estrangeiros confirmou ainda que o serviço para pedidos de visto nacionais pode ser feito nas “línguas portuguesa, inglesa, francesa, russa e ucraniana”

“Julho evidencia travagem na recuperação das viagens e do turismo”, alerta a EY/Parthenon

A quarta edição do “Caderno de Notas” da EY/Parthenon, sobre “A crise económica da Covid-19” – divulgada esta sexta-feira, 7 de agosto – um trabalho elaborado com a supervisão e direção científica de Augusto Mateus, strategic consultant da EY Portugal, traça a análise da crise económica ao quinto mês da pandemia.

UEFA mantém restrições ao FC Porto no âmbito do fair-play financeiro

Entre as limitações está o número de jogadores inscritos na Lista A (a que inclui os jogadores principais inscritos nas provas europeias), bem como outras restrições a jogadores recém-transferidos.
Comentários