BCI, Millennium Bim e Standard seguem como bancos importantes em Moçambique

No rácio que mede a importância para o setor, rotulada com a sigla inglesa D-SIB, o BCI encabeça a lista com 278 pontos, seguindo-se o Millennium Bim com 257 e o Standard Bank com 159.

Maputo, Moçambique

O Banco Comercial e de Investimentos (BCI), o Banco Internacional de Moçambique (Millennium Bim) e o Standard Bank mantêm-se como os três bancos de importância sistémica no país, anunciou esta quarta-feira o banco central moçambicano.

No rácio que mede a importância para o setor, rotulada com a sigla inglesa D-SIB, o BCI encabeça a lista com 278 pontos, seguindo-se o Millennium Bim com 257 e o Standard Bank com 159.

O banco Absa Moçambique mantém a posição de importância quase sistémica, com 68 pontos.

A lista inclui outras 17 instituições de crédito domésticas que o Banco de Moçambique considera não terem importância sistémica.

A lei prevê que o banco central publique até ao dia 30 de abril de cada ano a lista de instituições de crédito classificadas como ‘D-SIB’ ou ‘quase D-SIB’, com base nos dados reportados em 31 de dezembro do ano anterior.

Recomendadas

20 maiores devedores do Novo Banco deixaram buraco de 1,26 mil milhões de euros

Prejuízo foi pago à entidade bancária pelos contribuintes com base no Acordo de Capitalização Contingente (ACC), entre 1 de julho de 2016 e o final de 2018.

Perdas de empresa de Luís Filipe Vieira custam 181 milhões de euros aos contribuintes

Entre julho de 2016 e até final de 2018, os créditos da Promovalor deram ao Novo Banco perdas de 181 milhões de euros, mas como estes créditos estavam abrangidos pelo Acordo de Capitalização Contingente (ACC), foram os contribuintes que tiveram de pagar ao NB.

PremiumGoverno comprometeu-se a emprestar até 9,35 mil milhões ao Fundo de Resolução

No Acordo-Quadro assinado em 2017, o Estado comprometeu-se a emprestar ao Fundo o valor necessário para este injetar no Novo Banco, até ao máximo de 9,35 mil milhões, num prazo de 11 anos. Insolvência do NB teria custado 14 mil milhões de euros.
Comentários