BCP e CTT afundam PSI 20 em linha com as praça europeias

O PSI20 encerrou a sessão desta segunda-feira a cair 1,15%, para 5.802,47 pontos. ‘Sinal vermelho’ estendeu-se às principais praças europeias.

Benoit Tessier / Reuters

O principal índice bolsista português, PSI 20, encerrou a sessão desta segunda-feira a desvalorizar 1,15%, para 5.4802,47 pontos, seguindo a tendência vermelha europeia.

Em Portugal, só a EDP, a valorizar 0,27%, para 3,37 euros e a EDP Renováveis a subir 0,10%, para 9,69 euros conseguiram escapar a uma onda negativa que assolou as principais cotadas portuguesas.

A fazer tombar o PSI20 o maior destaque vai para o BCP, que caiu 4,69%, para 0,19 euros, mas também para a Pharol que desceu 3,58%, para 0,14 euros.

A cair com grande impacto estiveram também os CTT, 2,95%, para 1,80 euros, a construtora Mota-Engil desvalorizou 1,81%, para 1,68 euros e a petrolífera Galp que desceu 1,49% para 12,87 euros.

Na Europa todas as cotadas encerraram a sessão de quinta-feira no ‘vermelho’. Na Alemanha, o DAX desceu 0,13%, no Reino Unido, o FTSE 100 caiu 0,33%, o francês CAC 40 desvalorizou 0,33%, o holandês AEX depreciou 0,02%. Em Espanha, o IBEX35 desceu 0,92% e o italiano FTSE MIB caiu 0,27%.

A cotação do barril de Brent caiu 0,2%, para 58,40 dólares, enquanto a cotação do crude WTI desceu 0,18%, para 54,40 dólares por barril.

No mercado cambial o euro valorizou 0,15%, para 1,12 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street cai diante de preocupações com vírus da China

A China continua no epicentro das preocupações devido ao Coronavírus.
JBCAPITAL MARKETS

JBCapital Markets: corretora espanhola quer colocar na Euronext Lisbon mais empresas nacionais

A empresa está no mercado português para “longo-prazo”, disse Alberto García Elias, conselheiro delegado da sociedade, que não descartou a hipótese de colocar mais empresas na bolsa nacional.

PSI-20 termina semana com ganhos. Jerónimo Martins e Altri subiram mais de 2%

A praça lisboeta acompanhou as subidas das congéneres europeias. A NOS manteve-se em contraciclo, com um deslize de 0,53%, para 4,87 euros.
Comentários