Biden, Obama e Ivanka Trump: Flórida é ‘campo de batalha’ esta semana

O Estado pode ser decisivo para o desenlace das eleições de 3 de novembro. As sondagens não são conclusivas, pelo que tanto democratas como republicanos estão a dirigir todos os esforços para o sul do país.

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, vai fazer campanha esta quinta-feira na Flórida, um dos ‘campos de batalha’ destas eleições presidenciais, marcadas para 3 de novembro, onde, de acordo com uma sondagem divulgada esta segunda-feira, está empatado com o presidente, o republicano Donald Trump.

A Flórida vai também receber esta semana o ex-presidente Barack Obama, que pede o voto para Biden, o seu vice-presidente durante dois mandatos, e Ivanka Trump, filha e assessora do presidente – o que demonstra vem a urgência do desempate naquele Estado.

As sondagens mostram que Biden vence Trump ao nível nacional, mas na Florida a diferença entre ambos é mais estreita. Uma sondagem divulgada esta segunda-feira pela CBS indica que 50% dos prováveis eleitores neste estado escolhem Biden como o seu candidato, enquanto 48 optam por Trump, uma diferença que se enquadra na margem de erro da sondagem.

Segundo dados oficiais, 40% das pessoas registadas para votarem na Flórida já o fizeram antecipadamente, quer por correio, quer por voto antecipado nas urnas, o que significa que já não o podem alterar.

A sondagem da CBS indica que Biden é o líder entre aqueles que já votaram, enquanto Trump está à frente entre os que ainda não votaram, forçando um esforço democrata intensificado. Outra sondagem, desta vez da Rasmussen Reports, atribui uma vantagem de 4 pontos percentuais a Trump – que é mesmo que dizer que está tudo em aberto.

Nas eleições de 2016, Trump foi o candidato mais votado na Flórida por apenas um ponto percentual sobre a democrata Hillary Clinton, mas em 2012 e 2008 os habitantes daquele Estado preferiram Obama.

A Flórida dá ao seu principal candidato 29 votos no Colégio Eleitoral, o que pode decidir o vencedor das eleições presidenciais americanas.

 

Ler mais
Recomendadas

Trump promete continuar luta para afastar Biden da Casa Branca apesar de já ter reconhecido derrota

Donald Trump mantém a sua versão de que ocorreu fraude eleitoral, apesar de não apresentar qualquer facto ou provas que comprovem a sua afirmação.

Trump diz que sai da Casa Branca se vitória de Biden for confirmada oficialmente

Esta semana, a Administração de Serviços Gerais dos Estados Unidos apurou que Joe Biden é o “aparente vencedor” das eleições presidenciais, ‘abrindo caminho’ para a transição formal que estava a ser bloqueada pela administração Trump.

Eleições EUA: Agência norte-americana certifica vitória de Biden e Trump dá instruções para iniciar transição

O ainda Presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump, “recomendou” à sua equipa e à Administração dos Serviços Gerais do país que iniciassem os protocolos para a transição da atual administração para a de Joe Biden, com o presidente-eleito a conseguir aceder a fundos federais.
Comentários