Binter anuncia aumento de ligações entre Madeira e Canárias

A Binter terá, a partir de novembro, oito voos semanais entre a Madeira e Canárias, através de Tenerife e Gran Canária.

A companhia aérea Binter anunciou o aumento das ligações entre a Madeira e Canárias, com efeito a partir de novembro.

A Binter terá voos para Tenerife e para Gran Canária, num total de oito voos semanais com Canárias.

A partir de 2 de novembro, vão passar a existir voos entre a Madeira e Tenerife, todas as terças e sábados.

“Às terças-feiras e sábados, um voo partirá do aeroporto da Madeira às 14h00 horas, e aterrará no aeroporto de Tenerife Norte – Cidade de La Laguna às 15h20 horas. O voo no sentido inverso partirá às 16h05 horas e aterrará às 17h25 horas”, refere a companhia aérea.

A Binter sublinha que vai manter os dois voos que realiza entre Gran Canária e a Madeira, todas as quintas-feiras e domingos.

“Às quintas-feiras, a saída do aeroporto da Madeira será às 12h30 horas, e aterrará na Gran Canária às 14.00. O retorno será às 14h45, com chegada às 16h15 horas. Aos domingos, um avião partirá do arquipélago português às 13h45 horas, com chegada às 15h15. O voo no sentido inverso partirá às 16h00, com aterragem na Madeira às 17h30”, explica a empresa.

A companhia aérea explica que o aumento das ligações com a região autónoma tem por objetivo “contribuir ativamente para a recuperação de conectividade nos dois territórios”.

Os bilhetes podem ser adquiridos através de www.binter.pt, através do 291 290 129, ou por agências de viagens.

Recomendadas

Rendibilidade das empresas sobe no segundo trimestre, mas continua aquém dos níveis pré-pandemia

Por sector de atividade, a rendibilidade do ativo (rácio entre os resultados antes de amortizações, depreciações, juros e impostos das empresas -EBITDA- e o total de ativo) das empresas privadas aumentou nas indústrias (de 8,6% para 10,7%), comércio (de 6,6% para 7,4%), transportes e armazenagem (de 6,8% para 8,0%), outros serviços (de 4,8% para 5,4%) e sedes sociais (de 4,7% para 4,8%).

Regulador aprova venda do controle dos ativos de fibra ótica da Oi no Brasil

A operadora de telecomunicações brasileira Oi já tinha anunciado o acordo de venda de parte dos ativos de fibra ótica da InfraCo à Globenet e BTG.

Pfizer e Moderna vão continuar a dominar mercado das vacinas anti-Covid em 2022

Segundo os cálculos da Airfinity, as duas fabricantes de vacinas mRNA irão dominar três quartos do mercado vacinal em 2022, alargando a margem entre as rivais AstraZeneca, Johnson & Johnson, a vacina russa Sputnik V.
Comentários