Bitcoin sobe e desce, antes de entrar no mercado de futuros de Chicago

A moeda virtual ultrapassou esta sexta-feira os 17.000 dólares, o valor mais elevado de sempre e que compara com os 996 dólares que valia no início do ano.

A bitcoin perdeu quase um quinto do valor em mercado em apenas 10 horas, na sexta-feira, e disparou 40% nas 48 horas seguintes, antes da estreia da criptomoeda no mercado de futuros de Chicago (CBOE). A moeda virtual Bitcoin estreiou-se às 23 horas (de Lisboa) este domingo no mercado de futuros norte-americano, um passo histórico para o ativo, que acumula uma valorização de 1.490% este ano.

“Dado o interesse sem precedentes na bitcoin, é vital darmos aos nossos clientes as ferramentas de mercado que permitam expressar os seus pontos de vista e cobrir a sua exposição”, afirmou Ed Tillu, presidente do CBOE, onde a bitcoin negoceia esta segunda-feira pela primeira vez.

Criada em 2009 por uma pessoa com nome fictício de Satoshi Nakamoto, a bitcoin vai entrar também, no próximo dia 18 de dezembro, na maior plataforma mundial de derivados, a CME, também em Chicago. No próximo ano, a criptomoeda vai também entrar no mercado de futuros do Nasdaq.

“Reconhecemos que a bitcoin é um mercado novo e inexplorado que continuará a evoluir”, disse Terry Duffy, presidente da CME, citado pela agência Lusa.

Apesar de a criptomoeda continuar a ser alvo de muitas críticas, a entrada da moeda nos três mercados “é uma legitimação da bitcoin como classe de ativos”, segundo o presidente da empresa de investimento Global Advisor, que tem já um fundo de investimento nesta criptomoeda.

A moeda virtual ultrapassou esta sexta-feira os 17.000 dólares, o valor mais elevado de sempre e que compara com os 996 dólares que valia no início do ano, segundo dados do CoinDesk. No entanto, a bitcoin tem sido caracterizada pela volatilidade, tendo negociado este domingo entre os 13.150 e os 15.600 dólares.

Fonte: CoinDesk

Ler mais
Relacionadas

Bitcoin: Apenas mil pessoas detém 40% do mercado mundial

“Como em qualquer categoria de ativos, grandes proprietários individuais e corporativos podem e conspiram para manipular preços”, alertam os especialistas.

Bitcoin é uma das maiores ameaças ao mercado em 2018, diz Deutsche Bank

O Deutsche Bank publicou uma apresentação sobre moedas digitais e diz que “classificamos as criptomoedas como um investimento de risco porque os aumentos de preços recentes são, em parte, baseados em especulações. A volatilidade é muito alta e atingiu 80% e o setor geralmente não está regulado … existe um risco apreciável de grandes perdas”.

Bitcoin valoriza dois mil dólares em menos de 24 horas

A bitcoin começou o ano abaixo dos mil dólares. O valor da criptomoeda já está nos 14 mil dólares e muitos analistas alertam para a criação de uma bolha.
Recomendadas

Tecnologia anima Wall Street, que aguarda decisões da Fed

Os títulos da rede social Facebook fecharam com um disparo de 4,24%, para 189,01 dólares. Os investidores estão ainda atentos aos resultados trimestrais da Oracle e da Adobe.

Um ministro das Finanças e um orçamento comum, as receitas de Blanchard para a Zona Euro

O antigo economista-chefe do FMI traçou o caminho para uma política monetária e orçamental mais coordenada para a zona euro. Além da criação de um posto de ministro das Finanças, Olivier Blanchard disse que é essencial agilizar as políticas sobre o défice e sugeriu um orçamento comunitário comum.

Energia e Altri põem PSI 20 a cair mais de 1%

As praças de Lisboa, Madrid e Amesterdão destoaram do ‘verde’ das suas principais congéneres da Europa.
Comentários